Topo

Carros

GM anuncia lucro trimestral acima da previsão

REUTERS/Rebecca Cook
O presidente da GM Dan Akerson durante negociação com sindicatos em Detroit (27.7.11) Imagem: REUTERS/Rebecca Cook

Por Ben Klayman e Deepa Seetharaman

Em Detroit (EUA)

09/11/2011 11h53

A General Motors teve um lucro trimestral acima das expectativas, à medida que ganhou participação de mercado na América do Norte e em mercados asiáticos, mas desistiu da meta de atingir o equilíbrio na Europa no fechado do ano por causa das condições cada vez piores na região. Executivos da GM ressaltaram que a montadora trabalhou para aumentar as margens de lucro.

"A GM entregou um trimestre sólido (...) mão sólido não é bom o suficientemente, mesmo em uma economia global difícil", disse o presidente-executivo Dan Akerson em comunicado.

Akerson acrescentou que a GM ainda precisa melhorar as margens de lucro, que foram de 6% no terceiro trimestre, abaixo dos 6,7% de um ano antes.

A GM se livrou da falência em 2009 depois de um resgate de US$ 52 bilhões de dólares com dinheiro público. O Tesouro norte-americano tem 32% das ações ordinárias.

Após o perigo de falência, Akerson e outros executivos disseram que a companhia cortou custos suficientes para ficar à prova de recessão e se manter sozinha mesmo em caso de um fraco mercado automotivo. Eles repetidamente apontaram a grande "balança de pagamentos" da companhia.

Na quarta-feira (9), a GM disse prever que o lucro ajustado antes de juros e impostos do quarto trimestre será similar ao do mesmo trimestre do ano passado.

No entanto, a companhia voltou atrás na meta para o fechamento do ano na Europa, explicando que não mais espera atingir o equilíbrio no continente antes de restruturar seus custos por causa da piora das condições na região, apesar de ter atingido este nível nos nove primeiros meses. Na segunda-feira, a GM tinha anunciado que substituiria os altos executivos na Europa. 

"Obviamente temos desafios macroeconômicos para enfrentar", disse o vice-presidente financeiro Dan Ammann.

A GM teve no terceiro trimestre lucro líquido de US$ 1,7 bilhão, ou US$ 1,03 por ação. Analistas esperavam 0,96 dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S. Entretanto, o resultado está abaixo dos US$ 2 bilhões, ou US$ 1,20 por ação, de um ano antes.

A receita subiu para US$ 36,7 bilhões, ante US$ 34,1 bilhões um ano antes. O montante está em linha com as previstas de analistas.

Mais Carros