Carros

Argentina e 13º salário animam o fim de ano das montadoras

07/11/2011 16h54

As montadoras instaladas no Brasil demonstraram nesta segunda-feira (7) otimismo em relação ao mercado interno e externo apesar da queda de 10% nas vendas de veículos novos em outubro. Não só a projeção de vendas no ano foi mantida, como a de exportação foi ampliada.

Com a manutenção da expectativa de vendas de 3,69 milhões de veículos novos este ano -- segundo a associação de montadoras, a Anfavea --, os meses de novembro e dezembro deverão registrar licenciamentos bem acima do verificado em todos os outros meses de 2011. O setor encerrou outubro com um total acumulado de vendas de 2,96 milhões de unidades, atingindo os 3 milhões na sexta-feira passada.

Com isso, novembro e dezembro terão de ver emplacamentos de cerca de 350 mil veículos cada, bem acima do pico registrado este ano, de 327 mil em agosto, em meio às turbulências da economia global que têm afetado a confiança do consumidor no país e fizeram economistas ouvidos pelo Banco Central reduzirem projeção de crescimento do PIB .

Diante dessa perspectiva, a entidade não está preocupada com o aumento dos estoques, que passou de 36 dias de vendas em setembro para 40 dias no mês passado, equivalentes a 374.342 veículos.

"Vejo o setor tranquilo, com estoque perfeitamente adequado para os meses de novembro e dezembro (...) Estoque de 40 dias não me assusta porque tradicionalmente no Brasil há maior renda disponível no mercado em novembro e dezembro", disse o presidente da Anfavea, Cledorvino Belini, a jornalistas, referindo-se ao pagamento de 13º salário, reajustes salariais e bônus.

Em dezembro de 2010, o setor registrou recorde histórico, com vendas de 381,6 mil veículos, apesar da implementação no meio do mês de medidas macroprudenciais pelo Banco Central para conter a aceleração, vista como excessiva.

VENDAS
As vendas de veículos em outubro caíram 10% sobre setembro e 7,5% na comparação com um ano antes, para 280,6 mil unidades, mas Belini citou relativa estabilidade na média diária de licenciamentos como indicativo do desempenho do setor. Em outubro, a média diária foi de 14.028 vendas ante 14.840 em setembro.

No mercado externo, a expectativa da Anfavea foi revista, passando de queda de 3,4% nas exportações sobre 2010 para alta de 7,6%, a 540 mil veículos. Já em valores, a estimativa passou de US$ 13,1 bilhões para US$ 15,2 bilhões, expansão de 17,8%.

Segundo a Anfavea, parte do otimismo com o exterior se deve ao desempenho do mercado automotivo da Argentina, um dos principais parceiros comerciais do Brasil, que de janeiro a outubro registra alta de cerca de 30% nas vendas de veículos.

Essa expansão nas exportações deste ano, segundo Belini, deve compensar a manutenção na previsão de crescimento da produção de veículos do Brasil, estimada em 2011 em 3,42 milhões de unidades, alta de 1,1% sobre o ano anterior.

Em outubro, a indústria brasileira produziu 265,6 mil veículos, alta ligeira de 1,7% sobre setembro e queda de 9,5% na comparação anual. No acumulado do ano, o setor aumentou em 1,9% sua produção, para 2,87 milhões de unidades.

Já as importações, fonte de preocupações do setor e do governo, tiveram recuo de 10,1% em outubro na comparação mensal e aumento de 20% na relação anual, para 71,029 mil unidades. Com isso, a participação de veículos produzidos fora do Brasil no total das vendas foi de 25,3% no mês passado sobre uma média anual de 18,8% em 2010.

RANKING
A Fiat encerrou o mês passado na liderança de vendas de automóveis e comerciais leves, com vendas de 57.130 unidades em outubro, ante 60.473 em setembro. A Volkswagen, que havia liderado o ranking em setembro com 59.482 veículos licenciados, teve emplacamentos de 53.694 em outubro.

A General Motors apurou vendas de 49.820 unidades no mês passado, após 53.677 em setembro, enquanto a Ford teve licenciamentos de 22.740 veículos sobre 25.483 no mês anterior.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo