Carros

Toyota aposta em híbridos e quer chegar a 10 milhões de carros em 2015

AP
Akio Toyoda, presidente da Toyota, durante entrevista nesta quarta (9), no Japão Imagem: AP

Com Redação

Em Tóquio (Japão) e São Paulo

09/03/2011 16h00

A Toyota vai contar mais com vendas de mercados emergentes e lançará dez novos modelos híbridos sob uma nova estratégia de longo prazo que quer quase dobrar o lucro da companhia antes de 2015, afirmou o presidente da montadora nesta quarta-feira (9).

A (ainda) maior montadora de veículos do mundo, que tenta se recuperar de um grande volume de recalls globais feitos um ano antes, vai reduzir seu conselho de 27 para 11 membros até junho, como forma de acelerar o processo de tomada de decisões.

Comentando o chamado plano Global Vision, o presidente da Toyota, Akio Toyoda, informou que a companhia também vai eliminar um nível de administração e dar a cada região geográfica um papel maior. A intenção é fazer com que o grupo fique mais próximo de seus clientes depois que o recall de quase 20 milhões de carros desde 2009 atingiu sua reputação de qualidade.

"A partir de agora queremos criar uma base forte para geração de lucro, mesmo sob duras condições com o dólar operando em média a 85 ienes e vendas de 7,5 milhões de unidades. Podemos ter uma margem operacional de 5% e um lucro operacional de cerca de 1 trilhão de ienes (US$ 12 bilhões)", disse Toyoda. "Isso significa que, mesmo que sejamos atingidos por uma grande crise econômica de novo e as vendas caiam cerca de 20%, ainda poderemos obter lucro. Este é o ponto principal de nosso plano de crescimento sustentado."

Mas ele disse que essas metas deverão ser atingidas "assim que possível" antes de 2015. Isso se compara com a previsão da Toyota para lucro de 550 bilhões de ienes e margem de 2,9% no ano financeiro que se encerra este mês.

"Os investidores estão buscando um plano um pouco mais específico", disse Yoshihiro Okumura, gestor na Chibagin Asset Management, citando a falta de prazos nos comentários do executivo. "Com a intensa competição nos mercados globais contra empresas como Hyundai e Volkswagen, não ficou claro qual é a estratégia específica da Toyota para se manter na liderança", acrescentou.

Ano passado, a Toyota se manteve à frente da General Motors como maior montadora do mundo, mas por uma margem pequena, enquanto a Volkswagen definiu um plano de longo prazo para ser a líder do setor e vender mais de 10 milhões de veículos até 2018.

EMERGENTES, HÍBRIDOS
Toyoda, bisneto do fundador da Toyota, afirmou que o crescimento da companhia se dará baseado em dois pilares: mercados emergentes e carros ambientalmente corretos. As vendas fora de mercados maduros vão representar metade das vendas da Toyota até 2015, ante 40% atualmente, acrescentou o executivo, ecoando estratégia de cortar a dependência de mercados desenvolvidos proferida em um novo plano da Renault divulgado no mês passado.

Após ter dominado a tecnologia de veículos híbridos por mais de uma década com o Prius, a Toyota informou que vai lançar cerca de dez modelos híbridos até 2015, além dos 14 modelos que já possui. Toyoda informou que espera que as vendas globais do grupo, incluindo as da unidade de mini veículos Daihatsu e de caminhões Hino Motors, subam de 8,4 milhões em 2010 para 10 milhões em 2015.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo