Carros

Reino Unido vê "algum progresso" com GM/Opel, mas ainda há problemas

Em Londres

12/10/2009 13h11

O Reino Unido disse nesta segunda-feira (12) que houve algum progresso nas negociações envolvendo as fábricas da Opel no país, mas que ainda há alguns problemas a resolver.

Um político alemão disse pela manhã que a Alemanha poderia sustentar sozinha o peso da ajuda à Opel, uma vez que Reino Unido e Espanha seguiam relutantes em dar suporte à venda da fabricante de veículos da GM à companhia canadense Magna.

"Algum progresso está sendo feito com a conversação entre os principais interessados, mas ainda há alguns assuntos para se resolver", disse uma porta-voz do Departamento de Negócios, Inovação e Habilidades.

"Nós, como todo mundo, gostaríamos de alcançar uma solução rápida, mas precisamos deixar tudo certo", disse ela.

A montadora, conhecida pelos britânicos sob a marca Vauxhall, emprega cerca de 5.500 pessoas no Reino Unido, tendo as maiores fábricas em Luton e em Ellesmere, no sul e no noroeste. (Reportagem de Dan Lalor)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo