Topo

Carros elétricos


Bombeiros do Brasil já treinam resgate em carros elétricos; confira

Vitor Matsubara

Em Chapecó (SC)

2019-05-22T12:44:23

22/05/2019 12h44

Resumo da notícia

  • Pode ser fatal tentar salvar alguém sem o treinamento adequado
  • No ensaio, bombeiros testam como isolar pontos do carro elétrico
  • Eles aprenderam técnicas corretas de corte de chapas e dobradiças

A indústria automotiva não é a única que precisará se adaptar ao avanço dos carros elétricos. Corpo de Bombeiros e equipes de resgate já se preparam para realizar salvamentos de vítimas neste tipo de veículo, conforme UOL Carros pôde acompanhar durante o "Holmatro Rescue Experience", evento realizado pelos bombeiros de Santa Catarina. De fato, há riscos extras envolvendo carros elétricos acidentados, inclusive para quem não está no carro.

O resgate padrão de um carro elétrico tem a duração de 10 minutos, com a presença de dois homens. As ferramentas utilizadas são tesoura hidráulica, alagador e cilindro expansor. Não há maçarico, objeto que pode ser usado em carros comuns.

"Sabemos que os carros elétricos já rodam no país e a gente precisa se preparar para uma situação de resgate. O carro elétrico está sempre energizado e precisamos saber onde estão essas fontes de energia e como podemos isolá-las durante o salvamento. Até porque, sem conhecimento técnico, o profissional pode fazer um corte em um ponto energizado e aí teríamos mais uma vítima", afirma Hilton Zeferino, Tenente Coronel do 6° Batalhão, de Chapecó.

A Nissan é parceira do evento pelo segundo ano consecutivo e forneceu três Leaf da primeira geração para uso nos treinamentos, além de um exemplar da nova geração, como os que foram exibidos no Salão do Automóvel de São Paulo no ano passado.

Esse Leaf 2, aliás, está em pré-venda desde o salão por quase R$ 180 mil -- 20 unidades já foram encomendadas -- e começa a ser vendido em loja até o mês de julho.

http://carros.uol.com.br/noticias/redacao/2018/11/14/nissan-leaf-r-178400-e-eletrico-para-dirigir-com-um-pedal-so-assista.htm

Vitor Matsubara/UOL
Imagem: Vitor Matsubara/UOL
Nissan Leaf foi única "vítima" no treinamento

Este é o terceiro ano que os bombeiros de Chapecó (referências nacionais em salvamentos veiculares) comandam o treinamento. "A ideia é alinhar os procedimentos de salvamento no país e não temos isso nos 27 Estados. Estamos seguindo protocolos internacionais que já existem lá fora", afirma Zeferino.

Nesta edição, 174 bombeiros de 17 Estados brasileiros participam dos três dias de evento. O treinamento é ministrado por bombeiros da Colômbia treinados na Europa e nos Estados Unidos.

Os Leaf antigos não tiveram um final feliz, já que eles foram completamente destruídos pelos bombeiros em simulações de salvamento veicular. "A parceria com a Nissan serve para entender como fazermos uma operação segura no resgate", diz Zeferino.

Durante o treinamento, os bombeiros foram supervisionados por um profissional da Holmatro, que ensinava as técnicas corretas de corte nas chapas e dobradiças.

*Viagem a convite da Nissan

Mais Carros elétricos