Topo

Testes e lançamentos


Nova geração do Peugeot 208 fica mais esportiva e ganha versão elétrica

Nova geração do Peugeot 208 cresce e ganha versão elétrica

Programa Auto+

Benê Gomes e Diego Dias

Do Auto+

2019-04-10T07:00:00

10/04/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Reformulação do hatch chega em 2020 ao Brasil
  • Novidade estreia ano que vem com fabricação argentina
  • Desenho arrojado foi destaque em Genebra
  • Ao menos na Europa, compacto ganha versão elétrica

A segunda geração do Peugeot 208 apareceu oficialmente em março passado, no Salão de Genebra (Suíça), com muita personalidade. O hatch compacto segue com visual arrojado, uma característica da marca francesa, mas recebeu renovação profunda, com direito a muitas tecnologias para fazer bonito frente a modelos como Volkswagen Polo e Fiat Argo aqui no Brasil.

Conforme UOL Carros antecipou, o novo 208 terá produção na Argentina, de onde será exportado ao Brasil a partir de 2020. A fabricante admite, ainda, a possibilidade de fazer a nova geração aqui, onde conviveria com a atual, produzida na fábrica da Peugeot em Porto Real, no Rio de Janeiro.

Com visual arrojado, fortemente inspirado no design do sedã 508, o novo 208 traz nova plataforma modular do Grupo PSA, que deixou o compacto cerca de 30 kg mais leve, grade dianteira maior e faróis de LEDs com luzes de condução diurna que descem até o para-choque e simulam as garras de um felino. Atrás, as lanternas, também de LEDs, exibem três traços verticais como os faróis e são unidas por uma faixa de plástico preto -- como nos SUVs 3008 e 5008.

Por dentro, o 208 de segunda geração mantém o painel de instrumentos em posição elevada, como atualmente, mas agora o cluster é 100% digital, em tela colorida de alta resolução. Assim como modelos mais caros da Peugeot vendidos atualmente, o compacto oferece tecnologias de condução semiautônoma, como frenagem automática de emergência e controle de velocidade de cruzeiro adaptativo.

Na Europa, o novo 208 terá várias opções de motor, incluindo o 1.2 Puretech, com diferentes ajustes de potência, partindo de 75 cv -- além de opções turbodiesel para aquele mercado. O câmbio é manual de cinco marchas ou automático de oito velocidades.

Quanto à parte mecânica, a maior novidade é a versão 100% elétrica e 208 GT, com 135 cv e 26,5 kgmf de torque, capaz de rodar até 340 km com uma carga completa das baterias.

Mais Testes e lançamentos