Topo

Seu Automóvel


Seu Automóvel

Ford EcoSport sem estepe faz Procon-SP pedir esclarecimento; você concorda?

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-03-27T14:33:23

27/03/2019 14h33

Resumo da notícia

  • Procon-SP pede que Ford esclareça segurança do EcoSport sem estepe
  • Uma única versão dispensa pneu sobressalente por R$ 103 mil
  • SUV vem com kit de reparo e pneu que pode rodar furado
  • Sistema "run flat" é permitido no país, desde que autorizado pelo Contran

UOL Carros avaliou o Ford EcoSport sem estepe na última semana (com o resultado neste vídeo que abre a reportagem). Já a Ford prepara o terreno para a configuração há alguns meses, desde o Salão do Automóvel, em novembro. Agora, neste fim de março, o Procon-SP afirmou querer esclarecimentos sobre a segurança do EcoSport com pneus que rodam furados e dispensam o uso do estepe.

Custando R$ 103.890, o EcoSport Titanium 2020 usa o motor 1.5 Dragon (flex, 3-cilindros, 137 cv com etanol) e é calçado com pneus do tipo "run flat" (literalmente "pneus que rodam murchos"). Tecnologia comum em modelos de luxo, os pneus desse tipo são resistentes a alguns tipos de incidentes, podendo rodar mesmo com furos a velocidades máximas de 80 km/h. Se o estrago for um pouco maior, é possível usar um líquido "selante" existente no porta-malas, para tentar rodar a distância 80 km atrás de um borracheiro. Rasgos profundos ou amplos demais, porém, invalidam as qualidades do composto.

Por conta disso, o EcoSport Titanium 2020 deixa de lado o estepe. Carros do exterior também abrem mão do componente de reposição em prol de espaço ampliado no porta-malas. No EcoSport, os pneus são da medida 205/50 para rodas de 17 polegadas -- o carro já é vendido há pelo menos cinco anos na Europa, Ásia e EUA nesta configuração. Por conta da tecnologia empregada, custam cerca de R$ 900, enquanto os pneus comuns do EcoSport que tem estepe custam pouco mais de R$ 600.

Murilo Góes/UOL
EcoSport 2020 abre mão do estepe só na versão Titanium: ela tem pneu que resiste a furos e kit de reparo Imagem: Murilo Góes/UOL

Estepe é obrigatório?

No Brasil, resoluções do Denatran/Contran (como a Contran 540/2015) exigem a presença do estepe, mas abrem exceção justamente para carros usando compostos com sistema "run flat", desde que homologados (autorizados) e com kit de reparo no porta-malas (líquido de reparo para pelo menos uma roda e bomba de enchimento rápido).

Detalhe burocrático: a homologação de qualquer componente no Brasil é feita caso a caso, modelo de carro a modelo de carro, não valendo para uma marca como um todo ou para uma tecnologia como um todo (ou seja, cada marca precisaria homologar seu uso de pneu "run flat", ou qualquer novo equipamento, independentemente de outra marca já o utilizar; e cada carro de cada marca precisa de sua homologação própria).

Pelo mercado, no geral, ainda é praxe manter o estepe no porta-malas. O EcoSport é, de fato, o primeiro carro de uma marca generalista -- com público mais amplo -- a dispensar o estepe.

Mesmo marcas de luxo, cujos carros produzidos no exterior dispensam estepe, costumam fazer "gambiarras" para colocar pneus sobressalentes nos modelos vendidos aqui no Brasil. O mais recente caso é o do novo BMW Série 3, que tem rodas esportivas (mais largas) calçadas com pneus "run flat": neste caso, o "puxadinho" feito no Brasil faz "desaparecer" 155 litros do porta-malas para agradar ao consumidor nacional, que de fato roda em estradas mais esburacadas e perigosas do que os consumidores europeus ou norte-americanos (com raras exceções), por exemplo.

Murilo Góes/UOL
"Gambiarra" no BMW Série 3 vendido aqui: estepe tira 155 litros do porta-malas original Imagem: Murilo Góes/UOL

Assim, a Fundação Procon (entidade de apoio ao consumidor, ligada à Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo) quer esclarecimentos, que a Ford precisa responder em até 72 horas:

- As versões do EcoSport vendidas sem o estepe;

- Itens de segurança incluídos para que fosse autorizada a venda do veículo;

- O que compõe o "kit de reparo" e instruções para seu uso;

- Se após o reparo é possível recuperar o pneu danificado ou é preciso substituição permanente;

- Em caso de substituição, qual a extensão da rede de comercialização de pneus com tecnologia "run flat".

Segundo o Procon, a Ford precisa também "explicar quais informações e recomendações são disponibilizadas ao consumidor no momento da compra do modelo". Também deverá apresentar cópias do manual do veículo e de documentos para comprovação de informações e recomendações dadas ao comprador do EcoSport sem estepe.

Nesta tarde, a Ford respondeu para UOL Carros sobre o tema. "Recebemos a notificação e estamos levantando as informações solicitadas pelo Procon-SP. Informamos que o produto foi devidamente homologado pelas autoridades competentes e está de acordo com a legislação vigente", comentou.

E você, o que acha do uso do estepe ou da ausência dele com pneus "run flat"? Opine!

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros.

Mais Seu Automóvel