Topo

Seu Automóvel


Seu Automóvel

Grupo Hyundai terá chave digital para modelos Kia e Hyundai ainda em 2019

Divulgação
Chave automática dos modelos Hyundai e Kia Imagem: Divulgação

2019-03-14T14:32:31

14/03/2019 14h32

Resumo da notícia

  • Tecnologia 'Near Field Communication' permite travar e destravar o carro à distância
  • Além de dar a partida no automóvel sem a necessidade de uma chave física
  • Marcas como BMW, GM, Volvo e Tesla já utilizam tecnologia similar

Os smartphones já deixaram muitos equipamentos obsoletos, como tocadores de áudio, câmeras fotográficas digitais, aparelhos de GPS e gravadores de voz, por exemplo. Agora é a vez de deixar de lado a chave do carro.

O Grupo Hyundai anunciou que lançará uma chave digital para modelos da Kia e da Hyundai ainda neste ano. A tecnologia Near Field Communication (NFC) permite travar e destravar o carro à distância, além de dar a partida sem a necessidade de uma chave física.

Um aplicativo deve ser baixado no smartphone do proprietário para garantir o acesso à chave digital e até quatro pessoas podem ter acesso a um mesmo veículo.

Já para ligar o motor, é preciso colocar o telefone e, uma base de carregamento sem fio no console central e apertar o botão Start/Stop no painel. As antenas NFC ficarão nas portas dianteiras e na base.

Alem disso, as preferências do usuário em relação às configurações do veículo também são ajustadas automaticamente, como posicionamento de espelhos, assentos e volante, controles dos sistemas de áudio, vídeo e navegação e exibição do head-up display.

A chave digital pode ser usada ainda para funções adicionais via Bluetooth, como ativar o alarme, travar e destravar as portas e acionar o motor remotamente. No futuro, automóveis equipados com sistema de estacionamento autônomo também poderão ser controlados pelo celular, segundo a Hyundai.

Outra característica do sistema é poder adaptar os níveis de acesso às funções do veículo, como predefinir a duração do uso ou limitar a conectividade de alguns recursos. Isso deverá ser utilizado com mais frequencia com a popularização do compartilhamento de carros, quando a chave poderá ser transferida apenas por meio do aplicativo.

Mas a chave física ainda não poderá ser totalmente abolida, uma vez que será necessária quando for preciso deixar o carro com um manobrista ou na oficina.

"Estamos estudando outras formas de aproveitar esse tipo de tecnologia de carros conectados para melhorar consideravelmente a experiência de dirigir e possuir um automóvel", afirma Ho Yoo, líder do Grupo de Desenvolvimento Eletrônico do Hyundai Motor Group.

A chave digital, porém, não é algo tão novo no universo automotivo. Marcas como BMW, GM, Volvo e Tesla já utilizam tecnologia similar há alguns anos. Apesar de não oferecerem tantos recursos, a partida remota e o travamento e abertura das portas está disponível.

No Brasil, a BMW e a Mini oferecem funções como trancar e abrir o carro, buzinar, piscar os farois e ajustar o sistema de climatização da cabine por meio de um aplicativo. É preciso ter um chip de celular com pacote de dados instalado no veículo, mas não há cobrança para o uso.

Já a Volvo, por meio do programa On Call, permite controlar o travamento das portas, ajustar o ar-condicionado, dar a partida remota no motor e localizar o veículo. Os dois primeiros anos são gratuitos - a partir do terceiro ano, a renovação anual custa R$ 800.

Mais Seu Automóvel