Topo

Mobilidade


Peugeot é escolhida por franceses para voltar a vender carros nos EUA

Arnd Wiegmann/Reuters
Carlos Tavares, chefão da PSA, apontou: Peugeot é a marca para encabeçar volta aos EUA Imagem: Arnd Wiegmann/Reuters

Do UOL, em São Paulo (SP)

2019-03-01T07:00:00

01/03/2019 07h00

Resumo da notícia

  • PSA quer voltar aos EUA de forma "lenta e firme"
  • Marca Peugeot é a escolhida para encabeçar retorno
  • Franceses estão usando também app de mobilidade para tatear mercado
  • Ações de mídia também servem para reconquistar americano
  • Plano terá duração de 10 anos

Faz 30 anos desde a última (e fracassada) tentativa, mas os franceses do Grupo PSA (Dongfeng-Peugeot-Citroën-Opel) estão prontos para voltar ao mercado automotivo dos Estados Unidos. A marca escolhida para isso é a Peugeot, e a ação passa antes por planos de mobilidade, para só depois passar a vendas ao consumidor. 

O presidente-executivo da PSA, Carlos Tavares, anunciou um plano de 10 anos para voltar a participar ativamente do segundo maior mercado de carros do mundo. É um plano bem conservador, que será feito de forma "lenta e firme", nas palavras do executivo, para evitar qualquer rejeição logo no começo do processo, bem como fugir do estigma de carros pouco confiáveis, que levou ao fracasso de iniciativas anteriores.

A PSA ainda vai definir quais os modelos mais adequados para o público norte-americano dentre todo o portfólio de marcas, tanto os de origem chinesa (Dongfeng, Peugeot, Citroën ou DS), quanto os europeus (Peugeot, Citroën, DS ou Opel). Também definirá quais as plataformas, se SUVs, se sedãs ou esportivos. Mas está definido que esses modelos serão introduzidos usando a marca Peugeot, independentemente da fabricante original.

Em 1991, a Peugeot saiu do mercado norte-americano após dez anos de atuação, motivada pela baixa aceitação, aumento nos custos de produção e, resultante disso tudo, queda de 80% nas vendas.

Lawrence YeeReprodução/Twitter
O carro da Peugeot para "Blade Runner 2049": na história, ele voa e resiste às intempéries americanas Imagem: Lawrence YeeReprodução/Twitter

Peugeot quer conquistar EUA com mídia e mobilidade

Em entrevista à agência "Automotive News", Larry Dominique, chefe da divisão PSA América do Norte, a Peugeot é a "melhor opção para o mercado norte-americano", por conta dos avanços de conscientização que a fabricante tem feito.

"Embora a Peugeot tenha saído em 1991 (...) a consciência da marca e a opinião da marca ainda são fortes, temos um forte ponto de partida para começar a discussão com os consumidores", afirmou Dominique à imprensa norte-americana.

Parte dessas ações de de conscientização envolve eventos públicos -- no Brasil o grupo patrocina competições esportivas --  e de mídia. Em 2017, a Peugeot "estrelou" o blockbuster "Blade Runner 2049" com o carro voador usado pelo personagem principal, o detetive K (interpretado por Ryan Gosling). Curiosamente, porém, a marca foi processada pelo estúdio por ter participado pouco das ações paralelas de divulgação do filme. 

Outra abordagem é a atuação no segmento de mobilidade. No final de 2017, a PSA lançou o aplicativo "Free2Move" nas cidades de Seattle e Washington. O app permite tanto o compartilhamento de carros, quanto o uso de serviços de transportes de pessoas e de mercadorias. A intenção, porém, é ter dados das preferências do motorista: tempo e direção deslocamentos; uso de transporte privado, alternativo e público, bem como de veículos como scooters, patinetes e bicicletas. 

Se vai dar certo, é impossível dizer neste momento. Mas a PSA certamente não quer esperar até 2049 para descobrir. 

Duelo: Citroën C4 Cactus x Chevrolet Tracker

UOL Carros

Mais Mobilidade