Topo

Seu Automóvel

Novo Jeep Wrangler decepciona e consegue só uma estrela em crash test; veja

Do UOL, em São Paulo (SP)

07/12/2018 07h00

Jipe recém-lançado foi mal por não ter sistemas de segurança como frenagem autônoma e assistência de mudança de faixa

A nova geração do Jeep Wrangler foi lançada há poucos meses, mas já sofreu um baque e tanto na Europa. O jipe foi avaliado pelo Euro NCAP, instituto especializado na realização de testes de impacto (crash tests) com modelos vendidos no continente. E o resultado foi bem ruim: apenas uma estrela na média total de proteção a adultos.

O modelo avaliado foi um Unlimited Sahara com quatro portas, que não traz airbags para joelhos, cintos com pré-tensionadores no banco traseiro, airbags laterais para os ocupantes de trás e nem ganchos de fixação para cadeirinhas Isofix. Da lista de itens de segurança avaliados pelo instituto, o Wrangler traz apenas limitador de velocidade, dispensando itens como frenagem autônoma, assistência de mudança de faixa e capô com sistema de proteção ativa ao pedestre.

Veja mais

+ Jeep mostra a Gladiator, a picape do Wrangler; conheça
+ Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
+ Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
+ Instagram de UOL Carros
+ Siga UOL Carros no Twitter

A média de proteção a adultos foi apenas regular, apresentando proteção ruim (classificada pelo EuroNCAP como "Weak", ou "Fraco") para o tórax do motorista no teste de impacto frontal em 45º -- no qual a parte diagonal esquerda do veículo colide contra uma barreira deformável. Neste teste, a nota foi de apenas 3,8 de um total de oito pontos possíveis.

No teste de impacto frontal, a nota de proteção ao tórax dos passageiros de trás foi "Poor" (algo como "Ruim", em tradução livre), a pior delas. Em contrapartida, cabeça e joelhos tiveram notas máximas.

A avaliação final do Euro NCAP indica que a deformação da carroceria na região dos joelhos atingiu o limite da segurança, ou seja, as chances de haver ferimentos graves aos passageiros seriam consideráveis em caso de impacto mais severo. A nota de proteção no impacto lateral, porém, foi a máxima possível. Mesmo assim, os resultados ruins somados à falta de itens de segurança decretaram a nota ruim do jipão.

Mais Seu Automóvel