Topo

Testes e lançamentos

Novo Porsche 911, mais forte e avançado, chega ao Brasil em 2019

Fernando Miragaya

Colaboração para o UOL, de Los Angeles (EUA)

28/11/2018 15h04Atualizada em 29/11/2018 17h58

Esportivo traz 3.0 boxer com 30 cv a mais que antecessor e chega no segundo semestre

A Porsche revelou na noite de terça-feira (27) a nova geração do 911. Conhecido pelo código 992, o modelo substitui o 991 que havia estreado mundialmente no Salão de Genebra de 2011. A oitava geração do 911 parte de 120.125 euros na Alemanha e ainda não há definição de preços para o Brasil, onde o modelo chegará no segundo semestre de 2019 começando em estimados R$ 700 mil. 

Além do novo design inspirado nos modelos mais recentes da marca, o esportivo ganhou mais potência e um interior mais refinado -- aproveitando os novos Panamera e Cayenne como referências. 

Do lado de fora, mudam principalmente faróis e para-choque em um estilo meio vintage que remete ao primeiro modelo, de 1963. Nas medidas, o 911 cresceu 2,5 cm no comprimento e 4,5 cm adicionais na largura.

Veja mais

+ Porsche mostra nova edição do lendário 935
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Mais potência

O motor 3.0 boxer com seis cilindros contrapostos teve a potência aumentada de 420 para 450 cavalos. Com o novo câmbio automatizado de dupla embreagem (PDK) de oito marchas, a versão Carrera S faz o 0 a 100 km/h em 3,7 s e atinge a máxima de 307 km/h. Já o Carrera 4S, com tração integral, precisa de 3,6 s. De acordo com a fabricante, o incremento foi possível por conta de um aperfeiçoamento no processo de injeção associado a nova disposição do sistema de turbo compressores e resfriamento do ar de admissão.

Ambos são 0,4 segundo mais rápidos que os modelos anteriores correspondentes. Se o carro tiver o pacote opcional Sport Chrono, ele fica 0,2 mais ágil -- ou seja, passam para 3,5 segundos e 3,4 segundos, respectivamente. As velocidades máximas são de 308 km/h (911 Carrera S) e 306 km/h no caso da 4S.

Recheado de tecnologias, o 911 tem recursos de assistência à condução, como o modo Porsche Wet (que aumenta a segurança em piso molhado), assistente de visão noturna com câmera de imagem térmica. O esportivo traz até controle de cruzeiro adaptativo permite controlar a distância do veículo à frente e possui frenagem autônoma de emergência.

Cara de Panamera

O novo 911 foi apresentado ao lado das sete gerações passadas, responsáveis por levar a Porsche ao posto em que se encontra hoje. Mesmo sendo um projeto inteiramente novo, uma coisa não mudou: a clássica silhueta que faz a fama do 911.

O capô tem uma seção levemente rebaixada em relação ao restante da peça e as maçanetas das portas são elétricas. Atrás, há um defletor traseiro variável e uma faixa luminosa interligando as lanternas -- seguindo o padrão de Panamera, Cayenne e Macan. A maior parte das chapas da carroceria é de alumínio.

O interior remete ao Panamera pelo console central levemente elevado e a tela tátil de 10,9 polegadas da central multimídia, propositalmente situada em posição de destaque na cabine. Ela traz cinco botões físicos que operam as principais funções do carro. 

Mais Testes e lançamentos