Topo

Testes e lançamentos

Volkswagen revela Tarek na China; SUV feito na Argentina chega aqui em 2019

Divulgação
SUV deve custar de R$ 110 mil a R$ 140 mil Imagem: Divulgação

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/11/2018 07h00

Lançamento do modelo produzido em Pacheco já foi confirmado pelo próprio CEO da marca

A Volkswagen aproveitou o Salão de Guangzhou, na China, para lançar oficialmente o Tharu. O modelo concebido para mercado emergentes será fabricado na China, Rússia, México e Argentina. Do país vizinho, aliás, é que virão as unidades vendidas no Brasil a partir de 2019, onde o carro se chamará Tarek.

O lançamento do Tarek já foi confirmado, inclusive, pelo próprio presidente e CEO da Volkswagen do Brasil e América do Sul, Pablo Di Si.

Veja mais

Tarok e Polo/Virtus GTS também são estrelas da VW no Salão
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Assim como no Brasil, o Tarek será vendido na China nas motorizações 1.4 e 2.0, ambas alimentadas por turbocompressor. Aqui, porém, a tendência é que o SUV médio adote as já conhecidas nomenclaturas 250 TSI (150 cv) e 350 TSI (220 cv), presentes em outros modelos com estas motorizações. Outra mudança para nosso mercado é a oferta apenas de transmissão automática Tiptronic de seis marchas nas versões com motor 1.4 e possivelmente câmbio automático de sete marchas com dupla embreagem (DSG) associada ao motor de 2-litros. Na China, as configurações mais caras podem vir com tração integral 4Motion.

"Tiguan genérico"?

O Tarek é construído sobre a plataforma MQB-A, a mesma aproveitada em modelos como Golf e Tiguan -- e que também serviu de base para a Tarok, a picape conceitual exibida no Salão de São Paulo cuja versão final deve ganhar as ruas em 2020.

O design já foi revelado em eventos oficiais da própria montadora. A inspiração é nítida no Tiguan, tanto na dianteira com linhas mais retas quanto na traseira com as lanternas "a la Jetta" invadindo a tampa do porta-malas. A cabine também repete o estilo do sedã médio recém-lançado no Brasil, com destaque para a tela tátil da central multimídia com funções como suporte a Android Auto e Apple CarPlay.

Entre T-Cross e Tiguan

A lista de equipamentos do modelo chinês inclui seis airbags, freios ABS com distribuição de frenagem (EBD), controles de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampas, controle de cruzeiro adaptativo e frenagem autônoma de emergência. Este "pacotão", porém, deve ser oferecido no Tarek vendido aqui apenas na versão mais cara.

Preço também é um assunto delicado para a Volkswagen. Isso porque a marca já possuirá representantes no segmento de SUVs compactos (T-Cross) e médios (Tiguan) quando o Tarek chegar ao país. É por isso que UOL Carros aposta em uma faixa de valores entre R$ 110 mil e R$ 140 mil. Assim, ele seria posicionado entre T-Cross (cujos valores devem ficar entre R$ 80 mil e R$ 110 mil) e Tiguan (atualmente com versões de R$ 124.990 a R$ 179.990).

Divulgação
SUV será posicionado entre T-Cross e Tiguan Imagem: Divulgação

Mais Testes e lançamentos