Topo

Salão de São Paulo

Dormimos no Salão de SP dentro de uma Mitsubishi L200 Motorhome

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/11/2018 08h00

Adaptação realizada na caçamba de picape custa a partir de R$ 80 mil e tem cama de casal, fogão e até banheiro

Ar-condicionado gelando, cama confortável e um banheiro limpo. Era disso que precisava depois de um cansativo dia de trabalho no Salão do Automóvel. Por sorte achei um quarto ainda melhor para dormir, com cozinha, frigobar e até iluminação ambiente para relaxar. E o melhor de tudo: a pouquíssimos metros do Salão. Mais precisamente dentro de um carro.

Pernoitar na Mitsubishi L200 Triton Duaron foi uma experiência diferente de tudo que vivi até hoje. Além de ter sido a primeira vez em um motorhome, nunca havia dormido dentro do Salão do Automóvel. Foi diferente ver o evento "adormecendo" enquanto estava acomodado na L200.

Longe do tumulto causado pelos visitantes em torno da picape, consegui entrar na minha "casa" para explorá-la melhor. O acesso é feito por uma pequena escada com acionamento elétrico. Entro e dou de cara com uma pequena mesa para duas pessoas, que pode ser removida para abrir espaço. A cama extensível tem comprimento de até 1,90 metro e acomoda bem duas pessoas.

A iluminação é muito boa e há até LEDs coloridos para criar um ambiente mais aconchegante. Quando está parado, é possível levantar três tetos retráteis, ampliando o espaço dos "hóspedes". E ainda existe um toldo que protege toda a parte de trás, com direito até a iluminação externa.

Veja mais

+ Tarok e Polo/Virtus GTS são estrelas da VW no Salão
+ Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
+ Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
+ Instagram de UOL Carros
+ Siga UOL Carros no Twitter

Tem até chuveiro

As dimensões da picape foram alteradas para adaptar uma pequena casa na caçamba. O comprimento passou de 5,28 metros para 5,80 metros, enquanto a largura foi de 1,79 metro para 2,20 metros e a altura chega a 3,23 metros. A adaptação acrescenta mais 750 kg, longe dos 1.050 kg suportados pela picape. Mesmo assim, a Mitsubishi afirma que reforçou chassi e suspensão para aguentar mais 300 kg, totalizando 1.350 kg de carga máxima permitida.

Qualquer pessoa habilitada com CNH do tipo B pode conduzir, já que a adaptação não excede o peso total permitido desta categoria. A picape não teve nenhuma modificação no motor 2.4 turbodiesel de 190 cv nem no sistema de tração 4x4, permitindo que o motorhome acesse lugares que qualquer veículo off-road consegue ir.

Há duas pias (uma para higiene pessoal e outra para uso geral) e torneiras com água quente e fria. Sobram armários de diversos tamanhos por todos os lados. A cozinha tem um pequeno fogão de duas bocas, um mini-depurador com três velocidades e uma geladeira.

Um exaustor instalado na clarabóia impede que odor e fumaça tomem conta da casa. Logo ao lado fica um chuveiro e até um pequeno vaso sanitário químico para emergências -- que não usamos para não "estragar" o veículo em exposição. No teto está o ar-condicionado de 7.500 btus e longe dos olhos ficam os reservatórios de água (um para comportar até 100 litros e outro para coletar água usada) e o botijão de gás de cinco quilos.

Todo o sistema elétrico é alimentado por uma bateria sobressalente de 115 amperes, e a Duaron (empresa responsável pela conversão) diz que é possível instalar uma segunda bateria de acordo com a necessidade do cliente.

Divulgação
Sala de estar com cozinha: tudo em um ambiente só Imagem: Divulgação

Quarto de hotel

O cardápio do jantar já estava definido. Foi só ferver a água e fazer nosso saboroso nhoque ao molho sugo. Bem acomodados na mesinha, eu e nosso cinegrafista Marcelo Ferraz (que também seria minha companhia durante a noite) matamos a fome antes de dormir. Lavei a louça e estendi o pano de prato em um varal aquecido feito justamente para secar... toalhas molhadas.

A cama de casal é surpreendentemente espaçosa se considerarmos o tamanho do motorhome. Duas pessoas conseguem dormir tranquilamente e há espaço até para ficar sentado no colchão caso você não seja tão alto. Nosso sono foi tranquilo por estarmos em um pavilhão gigantesco totalmente às moscas, mas não seria tão complicado relaxar em um ambiente externo: as cinco janelas da casa têm telas para impedir a entrada de mosquitos e quatro delas possuem cortina do tipo "blackout".

Despertamos pouco depois das 8h com os funcionários do estande da Mitsubishi limpando outros carros. Ainda tivemos tempo de fazer um café fresquinho antes de irmos embora para espanto dos trabalhadores do Salão, que não faziam ideia da presença dos hóspedes dentro da L200 Triton Duaron.

Se você sempre quis ter um motorhome a notícia é boa: é verdade que o preço da picape adaptada está longe de ser barato, mas também não é caro como a maioria dos veículos deste tipo à venda por aí. A Duaron diz que o preço final pode variar de acordo com o nível de personalização, mas, como a tabela de preços da L200 varia de R$ 131.990 a R$ 171.990 e o custo da adaptação vai de R$ 80 mil a R$ 110 mil, dá para andar por aí de motorhome a partir de R$ 210 mil. Nada mal para realizar o sonho de sair viajando pelo Brasil com sua casa nas costas.

Divulgação
Casa sobre rodas tem toldo, fogão e cama de casal Imagem: Divulgação

Mais Salão de São Paulo