Topo

Salão de São Paulo

Volkswagen Polo e Virtus GTS são esportivos de verdade? Assista e conheça

João Anacleto, Leonardo Felix

Colaboração para o UOL e do UOL, no São Paulo Expo (SP)

13/11/2018 07h00

UOL Carros conta tudo que muda nas futuras versões apimentadas de hatch e sedã, que estão no Salão de São Paulo

Amantes de carros que viveram ou pesquisaram a fundo a história da indústria automotiva brasileira dos anos 1980 vão se lembrar bem da sigla GTS. Ela dava nome a uma versão apimentada do Volkswagen Gol, que chegou em 1987 com status de "veículo mais veloz" do Brasil. Seu motor era um 1.8 com potência declarada de 99 cv (embora se estimasse que, na prática, a cavalaria era um bocado maior).

O Gol GTS perdeu a banca com a chegada do Gol GTi, em 89, mas a marca alemã vai ressuscitar a linha no Brasil com o lançamento de Polo e Virtus GTS, no primeiro semestre de 2019. Versões esportivas de hatch e sedã compactos estão sendo exibidas no Salão de São Paulo 2018, ainda como protótipos, porém com todo jeito de modelos de produção. Tanto que o lançamento está muito próximo e deve ocorrer no primeiro semestre de 2019.

"Não vamos informar ainda a data de chegada, entretanto [posso afirmar que] esse carro será produzido. O conceito está muito próximo da versão que colocaremos para produção em breve", cravou Rodrigo Purchio, gerente de marketing e produto da Volkswagen do Brasil, no vídeo que abre esta reportagem.

+ Gol GTi volta ao Salão 30 anos depois, e está inteiraço
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Quem são Polo e Virtus GTS

Vale explicar que a sigla GTS (Gran Turismo Sport) está posicionada num patamar intermediário entre as famílias de esportivos da Volkswagen, abaixo da linha GTI e acima da linha GT.

No caso de Polo e Virtus, o posicionamento se dá pelo uso do motor 1.4 turboflex de 150 cv e 25,5 kgfm (com qualquer combustível), menos feroz do que o 2.0 TSI de 200 cv E 32,6 kgfm do primo Polo GTI europeu. Ainda assim, é de se esperar um desempenho de respeito.

Pacote visual, especialmente no hatch, vem todo "transplantado" do Polo GTI, incluindo faróis e lanternas com assinatura em LED, grade em formato de colmeia, rodas aro 18 e uma charmosíssima faixa vermelha atravessando toda a porção dianteira.

Como o sedã não existe na Europa, o terceiro volume do Virtus GTS foi estilizado pela equipe de design da Volkswagen do Brasil. Resultado ficou mais discreto -- e sem graça, sejamos honestos -- do que o pacote visto no dois-volumes.

Por dentro, destaque para os bancos dianteiros inteiriços e com caráter esportivo revestidos em couro sintético, incluindo a nomenclatura "GTS" grafada em baixo relevo. Também há couro sintético no volante e detalhes em vermelho espalhados por painel, guarnições e duplas costuras. Sistema de som é beats.

Veja mais no vídeo que abre esta reportagem e no nosso álbum exclusivo.

Mais Salão de São Paulo