Topo

Salão de São Paulo

Volkswagen Tarok: conceito de picape anti-Toro estreia no Salão de SP

Divulgação
Volkswagen Tarok: picape conceitual dará origem a modelo que chega em 2020 para causar dor de cabeça à Fiat Toro Imagem: Divulgação

Leonardo Felix, Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/10/2018 13h11Atualizada em 30/10/2018 16h41

Fabricante divulga primeiro esboço da tão aguardada picape compacta-média, que terá caçamba modular

A Volkswagen guardou uma grande surpresa para o Salão de São Paulo, entre 8 e 18 de novembro. Além do SUV T-Cross, já revelado mundialmente, a fabricante apresentará o conceito da tão aguardada picape compacta-média, construída a partir da plataforma modular MQB A0, para brigar com a Fiat Toro.

Montadora divulgou um comunicado simultaneamente na Europa e no Brasil, no fim da manhã desta terça-feira (30), confirmando a informação.

UOL Carros apurou que o modelo vem sendo internamente chamado de "Tarok", uma mescla dos nomes "Tarek" e "Amarok", mas este pode não ser seu nome definitivo. Lançamento deve ocorrer no primeiro semestre de 2020, com produção em São José dos Pinhais (PR), ao lado da linha de fabricação do T-Cross.

Veja mais

+ SUV Tarek chega no comecinho de 2020, diz chefão da VW
+ Por que o T-Cross europeu é mais invocado que o nosso?
+ Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
+ Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
+ Instagram oficial de UOL Carros
+ Siga UOL Carros no Twitter

Caçamba modular e tração integral

A "Tarok" -- por enquanto chamaremos o utilitário usando aspas no nome, por se tratar de uma alcunha provisória -- será posicionada entre a Saveiro e a Amarok, ocupando justamente o segmento no qual a Toro reina e a Duster Oroch faz figuração, ainda que tenha chegado antes.

Embora haja apenas um croqui com perspectiva de 3/4 traseira, já sabemos que a Volkswagen "Tarok" terá porte próximo ao da futura rival da Fiat, incluindo uma caçamba que muito provavelmente permitirá capacidade de carga de 1 tonelada e, quem sabe, a inclusão de versões utilizando o motor 2.0 a diesel de 180 cv e 42,8 kgfm da Amarok.

Configuração bicombustível está mais certeira no radar e deve contar com o propulsor 1.4 turboflex de 150 cv e 25,5 kgfm de T-Cross e Golf. A única informação confirmada pela montadora, por enquanto, é que a "Tarok" terá tração integral.

Pelo conceito é possível perceber que a Volkswagen aplicará à sua picape compacta-média o mesmo estilo do T-Cross na parte traseira: lanternas integradas por uma larga faixa em preto brilhante na tampa da caçamba, que deve contar ainda com um discreto refletor em seu miolo.

A solução é uma das mais interessantes, em termos de estética, dentre as últimas tendências automotivas, caindo muito bem em veículos utilitários.

Ainda de acordo com o comunicado, o modelo será sempre cabine dupla -- deixando para a Saveiro a solução da cabine simples, sempre associada a modelos mais baratos e dedicados ao trabalho pesado. Terá ainda uma solução que permitirá o rebatimento da chapa que separa a cabine da caçamba, ampliando "em poucos passos" o espaço para carga.

A nota também afirma que o modelo receberá poucas mudanças do conceito para a versão de produção, e que há grandes chances de ser comercializado em outras regiões do mundo -- lembramos que deriva do global T-Cross, que além de Brasil (e América Latina) será vendido na Europa e na China.

Mais Salão de São Paulo