Topo

Salão de São Paulo

Chery revela Arrizo 5, rival de Virtus e Cronos que estreia no Salão de SP

André Deliberato/UOL
Design do Arrizo 5 é bem resolvido, mas lembra alguns sedãs da Nissan Imagem: André Deliberato/UOL

André Deliberato

Do UOL, em Jacareí (SP)

22/10/2018 14h56

Sedã estreia motor turboflex de 150/147 cv na gama Caoa-Chery no Brasil

A Caoa-Chery é mais uma fabricante que decide disputar o “novo” segmento de sedãs compacto-médios — que tem Volkswagen Virtus, Fiat CronosHonda City e Toyota Yaris (todos lançados ou renovados este ano) como principais referências.

Nesta segunda-feira (22), a marca chinesa revelou em sua fábrica de Jacareí (SP) o desenho final do Arrizo 5, sedã feito no Brasil e que será sua maior novidade no Salão do Automóvel de São Paulo, no mês que vem.

Os preços não foram revelados e devem ser divulgados justamente durante o Salão. Mas de acordo com Henrique Sampaio, gerente de marketing da empresa, o carro vai figurar entre a faixa de preço de R$ 69 mil e R$ 79 mil. Serão duas versões de acabamento, chamadas RX e RXT.

Veja mais

+ Caoa-Chery terá Tiggo 4 e Tiggo 7 no Salão de SP
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Visualmente, o Arrizo se destaca pelo uso de LED em faróis e lanternas. A frente traz linhas fluidas e bem resolvidas, já com atualização em relação ao carro mostrado no Salão de SP de 2016. Já a traseira tem um "quê" de carros da Nissan, parecendo uma versão menor do Altima lançado no Brasil há alguns anos -- ou até o Sentra. De toda forma, o desenho agrada por ter estilo voltado à esportividade.

O que ele tem

O motor será um 1.5 turboflex de quatro cilindros em linha, 16 válvulas e comando variável, capaz de render 150/147 cavalos (etanol/gasolina) e 19,4 kgfm de torque (com os dois combustíveis), desde 1.500 rpm. O câmbio é sempre CVT (relação continuamente variável).

Desde a configuração de entrada, porém, a Caoa-Chery já adianta que o Arrizo vai oferecer faróis e lanternas em LED; chave keyless (que reconhece o motorista para abertura das portas e ignição do motor por sensores de proximidade); computador de bordo no quadro de instrumentos com tela digital de 3,5 polegadas; ar-condicionado; sistema de monitoramento de pressão dos pneus; direção com assistência elétrica; sistema multimídia com tela tátil de sete polegadas com espelhamento de Android e iOS (mas sem Android Auto e CarPlay); controlador automático de velocidade; volante multifuncional; sensores de estacionamento acompanhados de câmera de ré; controle de tração e estabilidade e freio a disco nas quatro rodas, que são de liga leve aro 16, além dos obrigatórios freios com ABS e duplo airbag.

Com 4,53 m de comprimento e 2,65 m de entre-eixos, ele é um pouquinho maior que o Virtus. O espaço interno será um de seus maiores destaques, com boa área para cabeças e pernas dos ocupantes traseiros. O porta-malas, no entanto, é bem menor que dos principais concorrentes: são 430 litros, praticamente 100 litros a menos que o dos rivais.

André Deliberato/UOL
Modelo será principal estrela da marca no Salão do Automóvel de SP Imagem: André Deliberato/UOL

Mais Salão de São Paulo