Topo

Testes e lançamentos

BMW X2 estreia motor 1.5 flex de 136 cv em versão única de R$ 191.950

Divulgação
Motorização é inédita na linha BMW -- e também deve equipar o X1 Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/10/2018 15h48

SUV desenvolvido com ajuda de engenheiros brasileiros tem tração dianteira e câmbio automático de seis marchas

A BMW iniciou as vendas do X2 com o inédito motor 1.5 biturbo de três cilindros com tecnologia flex. São 136 cv e torque máximo de 22,4 kgfm na versão chamada de sDrive18i GP, vendida por R$ 191.950.

O X2 flex vem com tração dianteira e câmbio automático de seis marchas. Números divulgados pela fabricante indicam aceleração de 0 a 100 km/h em 9,7 segundos e velocidade máxima de 200 km/h.

De acordo com a empresa, o desenvolvimento do motor teve "participação efetiva" dos engenheiros da filial brasileira, que ficaram responsáveis pelo "desenvolvimento e testes de validação e durabilidade do sistema". Atualmente, o X2 é fabricado em Regensburg, na Alemanha.

Veja mais

+ Novo BMW Série 3 fica mais esportivo e estreia no Brasil em 2019
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube

Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Completão

A lista de itens de série inclui seis airbags, controles de estabilidade e tração, freios a disco ventilados, ar-condicionado digital com duas zonas de temperatura, volante multifuncional, bancos do motorista e passageiro com ajustes elétricos, seletor de modos de condução, duas entradas USB no console central, iluminação ambiente com seis opções de cores, pneus run flat, assistente de estacionamento (Parking Assistant), câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros e sistema de conectividade ConnectedDrive com GPS, suporte a Apple CarPlay e serviço de concièrge (oferecendo comodidades como reservas de mesa em restaurante e quartos de hotel).

Com isso, o X2 agora conta com três versões: sDrive18i GP, sDrive20i GP e sDrive20i M Sport X. A motorização bicombustível, aliás, não deve equipar apenas o X2. São grandes as chances de que o X1 também ganhe o novo motor 1.5.

Mais Testes e lançamentos