Topo

Testes e lançamentos

Sem Duster, Renault vai de novos Sandero e Logan com câmbio CVT em 2019

Reprodução
Renault Logan 2020 em patente registrada no INPI: dianteira receberá modificações discretas Imagem: Reprodução

Ricardo Ribeiro

Colaboração para o UOL, de Paris (França)

14/10/2018 08h00

Compactos ganharão retoques visuais e caixa automática do Captur; hatch terá lanternas inspiradas no Fiat Argo

Já que a "meia nova geração" do Duster ficará só para 2020, a Renault reservará meados do ano que vem para apresentar o facelift de meia-vida dos atuais Sandero e Logan. A dupla de compactos passará por mudanças visuais importantes, além de alterações estruturais e mecânicas ainda mais profundas.

Segundo fontes ouvidas pela reportagem durante o Salão de Paris (França), há duas semanas, tanto o hatch quanto o sedã ganharão reforços voltados à parte lateral da carroceria, a fim de que se tornem mais seguros e recebam nota maior nos testes de impacto do Latin NCAP (programa de segurança viária para a América Latina).

Veja mais

+ Carro elétrico pode ser barato até no Brasil; Renault diz como
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Também devem passar a contar com airbags laterais e ampliação na oferta de controles eletrônicos de tração e de estabilidade.

Além disso, os modelos produzidos em São José dos Pinhais (PR) modelos devem enfim aposentar a pouco eficiente caixa automatizada monoembreagem Easy'R, colocando em seu lugar o câmbio CVT (continuamente variável) de Captur e Duster nas versões equipadas com motor 1.6.

Por falar em propulsores, a gama formada pelo 1.0 3-cilindros e pelo tetracilindro de 1,6 litro da família SCe não serão modificados, até por terem sido apresentados ao mercado no final de 2016.

Reprodução/INPI
Desenho do Sandero reestilizado (traseira) conforme registro no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) Imagem: Reprodução/INPI

Tem "Argo" aí atrás

Visualmente a reestilização do Sandero se destacará pela traseira deve ser inspirada nos Fiat Argo e Cronos. A solução, criada por estúdio local de design, desto -- ainda bem -- do estilo aplicado a Sandero e Logan produzidos pela Dacia na Europa. Frente dos dois modelos também a traseira do Logan terão retoques mais discretos, conforme croquis registrados no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial).

Ainda, hatch e sedã ficarão mais equipados, incluindo atualização da central multimídia MediaNav, o que os deixará mais distantes do Kwid em termos de tecnologia e preços.

Animado com a chance de ver os novos Sandero e Logan no Salão de São Paulo, em novembro? Esqueça: a chance de os modelos renovados estarem expostos lá é zero. De qualquer forma, lançamento deve ocorrer na segunda metade de 2019, já como ano-modelo 2020.

Como é o Renault Kwid elétrico

UOL Carros

Mais Testes e lançamentos