Topo

Salão de Paris

Citroën C5 Aircross chega no Brasil até 2020 -- mas já experimentamos o SUV

Ricardo Ribeiro

Colaboração para o UOL, em Paris (França)

03/10/2018 04h00

SUV médio é próxima aposta da marca para o país... mas só depois que a China deixar

A Citroën do Brasil acordou para a realidade dos SUVs: depois do lançamento do C4 Cactus (ainda que ele esteja mais para hatch aventureiro), a marca usou o Salão de Paris para confirmar que vai trazer o novo C5 Aircross para o Brasil, primeiro por importação, depois com fabricação local (neste caso, Argentina).

SUV médio que compartilha base com Peugeot 3008/5008 (bem como com Citroën C4/Grand C4 Picasso), o C5 Aircross já está a venda na China, mercado do momento para todas as marcas. Só agora estreia na Europa, com a aparição na feira.

E é justamente por ter iniciado sua história na China que o C5 tem data de chegada ao Brasil em aberto.

Veja mais

+ Mais esportivo, novo BMW Série 3 chega ao Brasil em 2019
+ Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
+ Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
+ Instagram oficial de UOL Carros
+ ;Siga UOL Carros no Twitter

2019 ou 2020?

Segundo executivos da marca ouvidos por UOL Carros, o C5 Aircross, que é fabricado na Europa, fez sucesso e esgotou rapidamente na China. Nova fornada terá de ser providenciada, sem contar a nova leva para o mercado europeu.

Assim, o Brasil terá de esperar que o apetite destes dois mercados seja saciado, enfim, degustar o C5 lá no final de 2019 ou mesmo em 2020. Resta saber se a turma liderada por Jeep Compass vai ficar esperando a Citroën abrir seu apetite até lá.

De toda forma, a comercialização em terra brasilis é certa, segundo Linda Jackson, diretora-executiva global da Citroën. O C5 Aircross entraria para complementar a ambiciosa estratégia de dobrar as vendas da marca a partir de 2019, apostando em SUVs, iniciada com o C4 Cactus, conforme UOL Carros já adiantou.

Como ele é

A novidade tem 4,5 metros de comprimento e três assentos individuais no banco traseiro. Uma nova mistura de uma espuma de alta densidade no centro do assento com espuma texturizada de 15 mm de espessura nas extremidades prometem bancos mais finos e flexíveis, mas também de suporte firme, sem efeito de flacidez.

Sem conseguir convencer o motorista a ceder o volante, UOL Carros andou de carona em um C5 Aircross, disponível para o transporte de jornalistas pela área do Salão de Paris. Este contato confirma a existência do conforto e do espaço prometidos.

O porta-malas vai de 580 a 720 litros, com boa modularidade no rebatimento dos bancos. LEDs e ampla área envidraçada, no entorno e no teto panorâmico, completam o charme francês e mostram evolu;áo para o C4 Cactus, ainda que o visual externo seja muito próximo.

Alguns detalhes são conhecidos do 3008/5008, como equipamentos de assistência ao condutor e mesmo alavanca de câmbio e outros detalhes ligados à motorização.

Divulgação
Interior é evolução daquele visto no C4 Cactus europeu e, com isso, o mais bonito e funcional da marca no mundo Imagem: Divulgação

Mais PSA: Peugeot mostra conceito retrô

Sem grandes estreias na feira e nada para o Brasil, a co-irmã Peugeot mostrou o conceito e-Legend.

O elegante protótipo faz uma releitura das linhas do 504 Coupé, que foi produzido pela marca entre 1969 e 1983. É 100% elétrico, com um motor dianteiro e outro traseiro, de 462 cv de potência combinada.

O dueto de passado e futuro não para por aí. Um funcionário abre a porta com um aplicativo de celular e, no interior, surgem forrações de veludo azul dignos dos anos 1970.

Mais Salão de Paris