Topo

Cultura do carro

GM agora premia iniciativas sustentáveis de funcionários; veja quem ganhou

Divulgação
Fábrica da General Motors em Joinville (SC) faz os motores 1.0 e 1.4 SPE e também é uma das mais sustentáveis da empresa no mundo Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

22/09/2018 08h00

Marca também vai inaugurar uma nova linha de montagem de motores em Joinville (SC), uma das fábricas mais "verdes" da empresa

A nova linha de montagem de motores que a General Motors está construindo no complexo de Joinville (SC), com previsão de inauguração em meados de 2020 -- após investimento de R$ 1,9 bilhão -- deverá ser uma das unidades mais "verdes" e sustentáveis da marca em todo o planeta.

A empresa introduziu uma série de processos na nova planta, cujas máquinas já se encontram em fase de testes, para racionalizar o uso da água e da energia elétrica, bem como outros recursos durante o processo produtivo.

Com área construída de aproximadamente 46,8 mil m2, a nova linha vai se somar à já existente, inaugurada em 2013 com área de 16,7 mil m2, hoje responsável por produzir motores 1.0 e 1.4 flex que equipam Onix e Prisma, dois dos carros mais vendidos do país e da América do Sul.

Veja mais

+ Donos de carro elétrico contam quanto pagam de luz
+ Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

+ Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
+ Instagram oficial de UOL Carros
+ Siga UOL Carros no Twitter

De acordo com Luiz Duccini, gerente geral da fábrica, a segunda parte de Joinville será ainda mais eficiente que a primeira, com certificação concedida a edificações do mundo que se destacam no aspecto sustentabilidade. O executivo também diz que, por conta dos novos processos, a nova linha de produção vai proporcionar uma economia anual de R$ 324 mil à GM, um pouco mais que os R$ 315 mil cobrados por um Chevrolet Camaro.

Dentre as medidas para uso racional de recursos está a iluminação natural do pavilhão, complementada por LEDs com sensores que ajustam automaticamente a intensidade e controlam a temperatura. Além disso, há uma tecnologia que recolhe a água condensada do ar para ser aproveitada em outros processos, além de água da chuva para resfriar equipamentos.

A nova linha também conta com carregamento mais eficiente das baterias de empilhadeiras e outros veículos industriais elétricos e até economia de papel -- os tradicionais avisos aos trabalhadores nas dependências internas, por exemplo, foram substituídos por painéis eletrônicos.

Mais motores e novos carros

A nova instalação vai ampliar a capacidade produtiva de Joinville, que atualmente gira em torno de 170 mil unidades/ano, para cerca de 460 mil, incluindo uma nova família de motores para os próximos produtos da marca, que já anunciou diversos lançamentos até 2022, com aporte total de R$ 13 milhões -- dentre eles, as novas gerações de Onix e Prisma e outro modelo inédito, a ser produzido na fábrica de Gravataí (RS).

Os processos sustentáveis de produção foram divulgados na ocasião da 5ª edição do Prêmio GM de Sustentabilidade, que aponta os melhores projetos apresentados por funcionários, fornecedores e concessionários da empresa. Dentre estes, Rogério Armando Alves, da unidade de São Caetano do Sul (SP), foi laureado por lavar o próprio carro a seco, economizando água.

Já Lucia Martin, da fábrica de Rosário (Argentina), montou um projeto de compartilhamento de automóveis e caronas entre colegas de trabalho, otimizando o uso dos veículos e poupando combustível.

Dentre as concessionárias, a Bavep, de Barretos, no interior paulista, levou prêmio pela instalação de placas fotovoltaicas para economia de energia; a Rudas, da Argentina, foi premiada por iniciativas como reaproveitamento da água da chuva para lavagem de veículos, bem como replantio de árvores nas dependências da loja, troca de lâmpadas halógenas por LEDs e separação de resíduos para reciclagem.

Já a fornecedora Joyson Safety Systems, fabricante de airbags e cintos de segurança, montou o desafio "resíduo zero", com participação de mil pessoas, coleta de 6.968 embalagens PET e 5.199 embalagens longa vida e doação de 2,4 toneladas de alimentos e agasalhos.

A partir deste mês, a GM vai passar a conceder um selo de sustentabilidade às concessionárias da América Latina que se destacarem por meio de iniciativas como separação de resíduos e economia de energia e água.

Mais Cultura do carro