Topo

Testes e lançamentos

Nissan renova X-Trail na Argentina enquanto avalia importação para Brasil

Divulgação
Reestilização deixou X-Trail com cara de Kicks Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/06/2018 08h00

SUV seria posicionado na faixa de R$ 100 mil a 150 mil, batendo de frente com Jeep Compass

Faz tempo que a Nissan não atua no segmento de SUVs médios. Seu último representante foi o X-Trail, que deixou de ser importado em 2009. E é justamente com este modelo que a marca poderia voltar à briga.

Veja mais

Avaliação: Nissan Kicks é um SUV econômico?
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Mas isso não deve acontecer agora. Pelo menos é o que afirmou a assessoria de imprensa da Nissan à reportagem de UOL Carros. A fabricante diz que ainda estuda a possibilidade de importá-lo para o mercado brasileiro, sem informar uma data para início das vendas.

O X-Trail acaba de ser reestilizado na Argentina, onde havia sido lançado há apenas três meses. A mudança tão rápida aconteceu por uma mancada da própria Nissan. Isso porque o SUV demorou tanto para chegar ao mercado local que sua estreia aconteceu quando o modelo atualizado já estava à venda na Europa.

A fabricante fez discretas alterações no X-Trail. A dianteira traz uma grade mais larga e pronunciada e para-choque redesenhado.

Atrás, as mudanças foram mais sutis: novas lentes nas lanternas e um aplique plástico mais vistoso no para-choque. Externamente, o SUV ficou bem parecido com o Kicks.

A cabine se manteve praticamente intocada, oferecendo apenas opção de um revestimento mais claro e um volante menor com base achatada -- o mesmo do Kicks.

Divulgação
Interior ganhou opção de revestimento mais claro Imagem: Divulgação

Acima do Kicks

Não é apenas o mercado argentino que interessa à fabricante. A própria empresa já confirmou que ele será vendido em diversos mercados da América Latina. O Brasil, inclusive, está no radar, como revelou José Luis Valls, CEO da Nissan para o continente.

Seu lançamento seria um reforço bem-vindo para a marca no país. Enquanto em outros mercados a Nissan oferece Juke e Qashqai (além do próprio X-Trail), no Brasil há apenas o Kicks. Por aqui, o X-Trail entraria na briga com modelos como Jeep Compass, VW Tiguan e Honda CR-V, ocupando a faixa de R$ 100 mil a 150 mil.

O X-Trail é vendido na Argentina com um motor 2.5 a gasolina de 170 cv, combinado a uma transmissão CVT. Esta combinação deve ser repetida no mercado brasileiro. Em outros países o SUV usa os motores 1.6 turbo a gasolina (163 cv) e 2.0 turbodiesel (177 cv).

De série, o SUV traz seis airbags, controles de estabilidade e de tração, central multimídia com tela tátil de sete polegadas, teto solar panorâmico, bancos dianteiros com regulagens elétricas, assistente de partida em rampas e controle de velocidade em descidas.

Divulgação
Alterações na parte de trás foram ainda mais discretas Imagem: Divulgação

Mais Testes e lançamentos