Topo

Mão na roda

Lavar carro com parcimônia e usar produtos certos preservam pintura no frio

Bruno Santos/ Folhapress
Mercado oferece diversos produtos para lavar carros Imagem: Bruno Santos/ Folhapress

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/06/2018 04h00

Recomendação é procurar trabalho de especialistas para evitar danos no veículo

Não é só as pessoas que precisam se proteger no inverno. A pintura dos carros também demanda cuidados especiais para não sofrerem com a ação das baixas temperaturas da estação. A situação mais crítica acontece durante as lavagens.

“Ao realizar a lavagem em casa, use um sabão de pH neutro. Não utilize gasolina, álcool ou outros solventes na superfície pintada”, alerta Ricardo Vettorazzi, gerente técnico da PPG Brasil.

Veja mais

+ Dicas para deixar pintura do carro bonitona por mais tempo
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Produtos feitos a base de água e de alto sólidos são mais recomendados para um resultado de melhor qualidade e mais duradouro. O ideal é que o profissional responsável pela lavagem tenha conhecimento para escolher os melhores produtos.

Lava e seca

Ao contrário do que muita gente pensa, lavar o carro com frequência pode não ajudar tanto assim na conservação da pintura.

“Apesar de as tecnologias de aplicação original serem iguais, a montadora varia a cor do carro, utilizando o mesmo verniz como camada de proteção final da cor, o que nem sempre assegura sua durabilidade”, declarou Vettorazzi.

E não basta apenas lavar. Secar o carro também é fundamental para evitar acúmulo de novas sujeiras e eventuais manchas na pintura.

No caso de lavagens a seco, o nível de sujeira e contaminantes acumulados na pintura precisam ser analisados por um profissional especializado. A palavra do especialista pode ser fundamental para evitar micro riscos na pintura.

Muita calma nessa hora

Há cuidados especiais também para veículos repintados. Nestes casos, recomenda-se evitar lavagem em métodos automáticos por um prazo de pelo menos 30 dias. Aplicação de cera não deve ser realizada antes de 90 dias.

Caso haja algum problema na pintura, a recomendação é procurar um profissional qualificado. Só ele conseguirá avaliar o caso e determinar que tipo de reparo pode ser realizado. Na maioria dos casos um simples polimento é suficiente, mas há situações mais extremas que demandam a remoção da tinta para iniciar o tratamento na chapa do carro.

Mais Mão na roda