Topo

Testes e lançamentos

Hyundai Creta Sport tem visual invocadinho e mais o quê? Veja avaliação

Benê Gomes, Murilo Góes

Do Auto+ e do UOL, em São Paulo (SP)

18/05/2018 04h00

Como anda a versão intermediária do SUV compacto feito em Piracicaba? Assista ao vídeo e veja álbum exclusivo

Lançado na virada de 2016 para 2017, o Hyundai Creta vem mês a mês disputando o topo do ranking no aquecido segmento dos SUVs compactos -- este ano, de janeiro a abril, foram 13.399 unidades emplacadas, poucas atrás do Jeep Renegade, o terceiro mais vendido da categoria (Honda HR-V e Nissan Kicks lideram).

Para reforçar essa busca pelas primeiras colocações, o modelo ganhou na virada do ano uma versão Sport, que custa R$ 96.350.

Veja mais

Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

O que tem de "Sport"?

De esportivo tem o visual, graças ao pacote de itens como faróis com máscara negra, rodonas diamantadas e detalhes em preto espalhados pela carroceria. A ideia é partir mais para um estilo despojado e com isso oferecer uma opção mais em conta que as configurações de topo. 

Falando em topo de gama, o Creta Sport usa o mesmo conjunto com motor 2.0 flex de 166 cavalos e câmbio automático de seis marchas das especificações mais caras. Mas consegue custar menos de R$ 100 mil. 

Apesar do visual invocadinho, o Creta Sport anda como os outros Creta 2.0, que são limitados pelas relações de marcha não tão harmoniosas do câmbio automático -- a programação é muito voltada para o consumo, deixando o carro com respostas lentas.

Ao mesmo tempo, dar um kickdown no acelerador (pé embaixo para fazer o motor "acordar") faz o motor "gritar" demais. Essa falta de programação para respostas mais esportivas poderia ser solucionada com um botão "Sport".

Mais Testes e lançamentos