Topo

Testes e lançamentos

Picapes vão bombar em 2019: Classe X, Alaskan, RAM e Ranger Raptor vêm aí

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/03/2018 04h00

Sucesso de vendas de picapes nos últimos anos fortalecem investimentos em novos modelos para o ano que vem

Depois da onda forte de SUVs que vem dominando o mundo nos últimos anos -- que vai continuar forte, diga-se --, as picapes médias se preparam para bombar no ano que vem. Este ano, conforme UOL Carros já afirmou, o ano será recheado de lançamentos no segmento de sedãs compactos premium.

Renault e Mercedes-Benz, que nunca participaram da categoria de picapes médias, estão prontas para lançar dois importantes players neste segmento. Alaskan e Classe X, respectivamente, devem aparecer no Salão de São Paulo, em novembro, e chegar ao mercado nos meses seguintes, já no início de 2019.

Veja mais

Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Outra informação, antecipada pelo jornalista João Anacleto da revista Car and Driver Brasil, é de que a versão Raptor da Ford Ranger será vendida em nosso país -- com produção na Argentina, motor 3.2 turbodiesel de 5 cilindros da versão Limited com 220 cv e preço na casa dos R$ 230 mil.

Divulgação
Ford Ranger Raptor será vendida no Brasil em 2019 e promete "causar" com proposta esportiva Imagem: Divulgação

Mais uma novidade é o novo modelo médio da RAM, subdivisão de picapes da FCA, que foi apresentado ao presidente Michel Temer na última sexta-feira. O escudo (Fiat ou RAM?) ainda é mistério, mas o mais lógico seria apostar na força da marca RAM, -- o brasileiro ainda é saudoso da experiência da Dodge Dakota no final dos anos 1990 e anos 2000.

Segundo o site AutosSegredos, do jornalista Marlos Ney Vidal, essa picape deve ser inspirado na nova geração da 1500 americana, porém com dimensões menores e soluções de engenharia voltadas a custos baixo de construção. Motorização pode contar com uma opção flex -- o 2.4 TigerShark da Toro cumpriria bem a função, desde que recalibrado para gerar mais força -- e outra a diesel (especula-se a utilização de um propulsor 3.0 acima de 200 cv e 50 kgfm). Câmbios seriam manual de cinco e automático de seis ou nove marchas.

Alaskan e Classe X, também com fabricação na Argentina, são "primas" de plataforma da Nissan Frontier, já lançada no Brasil. Toyota Hilux e a Volkswagen Amarok também são feitas no país hermano -- apenas Chevrolet S10 e Mitsubishi L200 Triton, atualmente, são produzidas no Brasil.

Como está o mercado

Atualmente a Hilux domina a lista de picapes médias mais vendidas, com 5.085 unidades vendidas em janeiro e fevereiro, seguida por S10 (4.695 emplacamentos), Amarok (2.383) e Ranger (2.335), com a L200 na quinta colocação (1.520).

No ano passado em números gerais, a ordem foi Hilux (34.368 picapes licenciadas), S10 (30.438), Ranger (17.830), Amarok (11.964) e L200 (9.946). UOL Carros acredita que as novidades vão acirrar ainda mais estes números.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos