Topo

Seu Automóvel

Chevrolet Onix mais seguro está nas lojas; como diferenciar do "nota zero"?

Divulgação
Chevrolet Onix 2018 está mais seguro, mas só se tiver sido produzido já este ano Imagem: Divulgação

Leonardo Felix

Do UOL, em Joinville (SC)

05/02/2018 12h20

Fabricante confirma vendas do hatch e também do sedã Prisma com carroceria reforçada; saiba identificá-los

O Chevrolet Onix com segurança reforçada já está disponível para o consumidor, tanto na configuração dotada de visual reestilizado quanto na versão Joy, que mantém os traços originais da geração lançada em 2012.

Em conversa com UOL Carros durante anúncio da expansão da fábrica de motores em Joinville (SC), o vice-presidente da General Motors Mercosul, Marcos Munhoz, confirmou que as unidades produzidas desde 15 de janeiro em Gravataí (RS) começaram a ser faturadas nas lojas.

Recentemente o modelo munido desses novos itens de segurança foi testado pelo Latin NCAP (programa de segurança viária para América Latina e Caribe), tendo conquistado três estrelas em proteção para ocupantes adultos na fileira dianteira e três para crianças no banco de trás.

Trata-se da melhor avaliação possível para um veículo desprovido de controle eletrônico de estabilidade, caso do Onix, e vem para apagar a mancha da "nota zero" obtida em maio do ano passado na avaliação da mesma instituição. 

Veja mais

GM investe R$ 1,9 bi para fazer motor 3-cilindros do novo Onix
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Conforme detalhado pelo próprio Latin NCAP, o Onix recebeu "reforços estruturais e elementos de absorção da energia nas portas contra impactos laterais, protegendo melhor os adultos". Também passou a oferecer pontos de ancoragem Isofix para cadeirinhas infantil e um novo cinto de segurança para o motorista. As mudanças se estendem ao sedã Prisma.

A fim de agilizar a atualização da nota de sua família de compactos no Latin NCAP, a GM patrocinou um novo teste tão logo as unidades reforçadas começaram a ser fabricadas. Entretanto, Munhoz negou que a aplicação dos novos equipamentos tenha sido motivada pela avaliação anterior do programa.

"Essa medida veio para contemplar a nova norma da ABNT. Estamos nos antecipando a ela", comentou. O executivo se referia à resolução 721/2018 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que estabelece: a partir de 2020 novos projetos de automóveis a serem vendidos no Brasil terão de passar por teste obrigatório de impacto lateral; em 2023 a medida será expandida a qualquer modelo, nacional ou importado, comercializado no país.

Divulgação
O sedã Prisma recebeu as mesmas novidades do irmão hatch a partir do ano-modelo 2018/18 Imagem: Divulgação

Como saber se o seu estará reforçado

Essa segue sendo a principal dúvida. Oficialmente a GM não se posiciona a respeito, já que sequer realizou uma troca de ano-modelo para colocar Onix e Prisma mais seguros à venda. Porém, há formas simples de o consumidor averiguar se está levando para casa um carro atualizado ou não. 

A primeira delas é conhecer o ano-modelo da unidade a ser comprada. Se for 2018/18, contará com os novos itens. Já aquelas da linha 2017/18 ainda pertencerão à leva "nota zero". Outra dica é verificar se o exemplar dispõe de etiquetas com a nomenclatura "Isofix" no banco traseiro, identificando a presença dos pontos de ancoragem.

Mais seguros e (ainda) mais vendidos

O resultado ruim nas provas do Latin NCAP não atrapalhou em nada as vendas da família no ano passado. Pelo contrário: entre janeiro e dezembro de 2017 o hatch apresentou 23% de alta, totalizando 188.654 exemplares comercializados. Trata-se, com sobras, do modelo best seller no país. O três-volumes, por sua vez, cresceu 4% e alcançou 68.988 unidades emplacadas, liderando o ranking geral de sedãs.

Dados são da Fenabrave (associação nacional de concessionários).

Conforme tabela de fevereiro de 2018, o Onix vai de R$ 42.990 (versão Joy 1.0 manual, com cara "antiga") a R$ 68.240 (versão Activ 1.4 automática com pintura metálica), enquanto o Prisma custa entre R$ 47.490 (Joy 1.0 manual) e R$ 70.740 (LTZ 1.4 automática com pintura metálica).

Mais Seu Automóvel