Topo

Carros

SUVs dominam: Peugeot 3008 é "Melhor Importado" do Prêmio UOL Carros 2017

Do UOL, em São Paulo (SP)

02/02/2018 04h00

Range Rover Velar (2º lugar) e Volvo XC60 completam o pódio

Lançado no Brasil no final de junho de 2017, o (agora) SUV Peugeot 3008 é o vencedor da categoria "Melhor Importado" do Prêmio UOL Carros 2017. O SUV é produzido e importado de Sochaux, na França. Interessante é notar como a "onda SUV" que passa pelo mercado automotivo -- seja pelo interesse do comprador, seja pela onipresença de lançamentos por conta das fabricantes -- se faz notar nessa categoria, que acabou sendo dominada por utilitários esportivos e crossovers. 

Detalhes podem ser conferidos no Especial Prêmio UOL Carros 2017.

Range Rover Velar (2º lugar, fabricado no Reino Unido) e Volvo XC60 (3º colocado, feito na Suécia) completam o pódio. Também eram finalistas da categoria Chevrolet Equinox (México) e Land Rover Discovery (Reino Unido). O modelo da Volvo também foi o 2º colocado da categoria "Tecnologia/Inovação", por conta sistema semi-autônomo "Piloto Assist 2.0".

Independentemente do tipo de carroceria, o Peugeot 3008 tem credenciais para ser o importado mais quente da última temporada: principal ação da marca em 2017, simboliza "ofensiva" que deve se ampliar agora 2018. Além do design invocado, tem muito conteúdo, sistemas ultra-tecnológicos e bom espaço.

Fato crucial considerado pelo júri foi, também, oferecer tudo isso e custar razoavelmente bem: o valor de lançamento foi de R$ 135.990. É fato que, agora em 2018, o modelo tenha ficado mais caro -- R$ 145.990 na versão Griffe, chegando a R$ 154.990 na recém-apresentada Griffe Pack. Ainda assim, o predomínio em 2017 foi incontestável, fazendo do Peugeot 3008 a melhor escolha entre modelo importados. 

Como avaliamos o modelo

UOL Carros avaliou o Peugeot 3008 em julho, quando o aspecto futurista e musculoso chamou antenção. O novo 3008 possui certa aura de veículo de luxo e de vanguarda, exatamente como a Peugeot quer vendê-lo. Tanto que aproveitamos para alertar: é um carro recomendado para quem realmente gosta de ser notado.

Difícil é dizer qual o detalhe mais extravagante. Seria a grade formada por pontos tridimensionais no lugar de filetes? Os faróis full LED adaptativos, extremamente afilados e dotados de forte secção na base? As luzes fluidas de seta? Os vincos expressivos e a linha de cintura bastante elevada? Pintura bicolor com teto preto? As lanternas em LED, tripartidas, emulando as garras de um leão (animal símbolo da Peugeot) e integradas por uma faixa horizontal negra que percorre toda a largura da tampa do porta-malas? São muitos os aspectos "diferentões".

Por dentro, a sensação de "nave espacial" fica ainda mais acentuada. O motorista tem à disposição uma derivação ainda mais arrojada do "i-Cockpit", conjunto que oferece um volante pequeno e ovalado em posição mais baixa do que o convencional, formando par com um quadro de instrumentos posicionado mais acima. No caso do 3008, o cluster é integralmente digital, em tela de 12,3 polegadas de alta resolução.

Suspensões, não projetadas para nossa maltratada malha rodoviária, dão o batente muito cedo, apesar de não serem necessariamente duras. Ao mesmo tempo, os pneus de perfil baixo (235/50) montados sobre rodas de liga leve aro 19 se mostram pouco confortáveis na leitura de desníveis, o que resulta em pancadas "secas".

Veja mais

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Desempenho e conforto

Direção elétrica variável com respostas extremamente diretas cotnribui para deixar o 3008 "na mão" do condutor. Trem-de-força, formado pelo consagrado motor 1.6 THP (turbo) de 165 cv e 24,5 kgfm, aqui movido só a gasolina, e pela caixa automática Aisin de seis velocidades, também tem sua dose de participação nesse processo, pois oferece desempenho condizente com a proposta do veículo (se não dá para chamar desempenho de "esportivo", também não se pode reclamar de falta de fôlego).

Contudo, sistema de entretenimento (com teclas similares às de um piano) e manopla de câmbio (que parece um joystick de videogame dos anos 80) demandam certo tempo até serem compreendidos. Sem problema: depois de duas ou três viagens, quando se pega a lógica de funcionamento, as operações passam a ser naturais.

Conforto oferecido pelos assentos é primoroso. Peças são talhadas, seguram bem os ocupantes em curvas e recebem revestimento em couro de qualidade. Para a fileira dianteira há ainda a opção de aquecimento (em três níveis) e massagem. Espaço interno também agrada, especialmente pelo porta-malas de 520 litros (100 litros a mais que o do Compass), mas os vãos para pernas não são seu principal destaque.

Há um senão para visual e estilo tão arrojados: ombros elevados e colunas traseiras alargadas ampliam as áreas de ponto cego do veículo e prejudicam a visibilidade, especialmente para enxergar motocicletas. Em manobras, porém, conjunto de duas câmeras facilita manobras. 

Divulgação
Peugeot 3008 deixou de ser monovolume e em sua segunda geração assumiu totalmente identidade de SUV Imagem: Divulgação

Prêmio UOL Carros 2017

Com a chancela de ser realizado pela equipe editorial da maior empresa de Conteúdo do Brasil, o Prêmio UOL Carros surge com o objetivo de prestigiar mais do que lançamentos de um mercado automotivo que passou de 2,1 milhões de unidades em 2017 (crescimento após quatro anos difíceis), mas novas ideias e tecnologias que movimentaram o setor, com foco também na sustentabilidade.

A maior empresa brasileira de conteúdo, tecnologia, serviços e meios de pagamentos digitais lança o Prêmio UOL Carros neste mês com o que houve de melhor no setor em 2017. A premiação será divulgada na página oficial de UOL Carros entre os dias 29 de janeiro e 9 de fevereiro e tem como objetivo fazer um panorama de quem movimentou o setor no ano passado.

São seis categorias: "Destaque do Ano" (a principal categoria), "Melhor Importado", "Melhor SUV", "Melhor Picape", "Melhor Tecnologia/Inovação" e "Sustentabilidade". Em cada categoria, são cinco concorrentes. Os três melhores colocados serão premiados, segundo voto do júri.

Altamente especializado, o júri é composto por sete jornalistas renomados do eixo Rio-SP e também do Nordeste. São eles: Eugênio Augusto Brito (jornalista, editor de UOL Carros, vencedor do prêmio SAE), André Deliberato (jornalista, engenheiro, editor-assistente de UOL Carros, vencedor do prêmio SAE), Leonardo Felix (repórter de UOL Carros, menção honrosa do prêmio SAE), Joel Leite (colunista de UOL Carros, radialista, especialista em Meio Ambiente e Semiótica), Benê Gomes (jornalista, editor do programa Auto+), Jorge Moraes (jornalista, publicitário, editor do Jornal de Pernambuco, apresentador do programa Auto Motor e repórter da rádio CBN/PE) e Fernando Miragaya (jornalista, colaborador do UOL, ex-editor dos jornais Globo, Extra, Estadão).

"UOL Carros já teve votações online em anos anteriores, mas a ideia é ter uma nova referência para o setor automotivo no ano da retomada de crescimento da indústria e de vendas do mercado”, explica Rodrigo Flores, diretor de conteúdo do UOL. "O formato do 'Prêmio UOL Carros 2017' é mais antenado. Entre as categorias, teremos premiações para quem mais inovou em 2017 e também a quem teve visão e responsabilidade social, não apenas a quem lançou carros em um ou outro segmento", complementa.

Mais Carros