Topo

Carros

Novos Onix e Prisma terão motores 3-cilindros feitos em fábrica de R$ 2 bi

Murilo Góes/UOL
Fábrica de Joinville é uma das mais avançadas da GM no mundo, bem como a mais limpa Imagem: Murilo Góes/UOL

Leonardo Felix

Do UOL, em Joinville (SC)

02/02/2018 11h44Atualizada em 02/02/2018 14h21

Propulsores com "origem Opel" e bloco de alumínio vão equipar segunda geração dos compactos, que inclui mini-SUV

A Chevrolet confirmou na manhã desta sexta-feira (2) que sua próxima linha de compactos no Brasil será equipada novos motores. Conforme adiantado por UOL Carros, a linha citada pela GM deve ser a responsável por estrear, a partir de 2020, a segunda geração de Onix (hatch) e Prisma (sedã), além de modelos inéditos, como um mini-SUV. 

O evento desta sexta também inaugurou o projeto de expansão da fábrica de motores de Joinville (SC) -- é lá que será fabricada a nova linha de motores para a família de compactos. De toda forma, a fabricante ainda faz segredo as especificações dos novos motores.

Uma fonte consultada por nossa reportagem confirmou, porém, que um dos projetos é de "origem Opel", que era de.propriedade da GM até ano passado, antes de passar à PSA. Ou seja… vem mesmo por aí o tão esperado 1.0 de três cilindros e 12 válvulas, com bloco de alumínio -- que talvez seja uma das últimas heranças da marca alemã à Chevrolet. Resta saber se haverá especificação com turbo, além do convencional aspirado.

UOL Carros também aposta que serão fabricados em solo catarinense propulsores 4-cilindros de capacidade cúbica maior, entre 1,4 e 1,5 litro, em variantes aspirada ou turbinada -- eles irão equipar modelos maiores -- a marca quer entrar na briga pela liderança de segmentos médios, já que domina a cena de compactos no país.

Ainda não é esperado uso de alguma tecnologia de propulsão híbrida para estes novos modelos de entrada. Por enquanto, o carro eleito responsável pela eletrificação da GM no mundo é o Bolt -- e executivos da marca já afirmaram querer buscar a liderança também neste segmento, que ainda engatinha por aqui.

Veja também

+ GM e Toyota aceleram projeto elétrico no Brasil
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Joinville ampliada

De acordo com a GM, foram investidos na expansão da planta fabril de Joinville R$ 1,9 bilhão, montante que faz parte do plano de R$ 13 bilhões anunciado pela montadora para o Brasil em 2014. O complexo terá a capacidade de produção aumentada de 120 mil para 420 mil motores por ano.

Um novo galpão de 46,8 mil metros quadrados, onde foi realizado o evento, já está erguido para abrigar seis novas linhas: duas de usinagem de cabeçote, duas de usinagem de bloco, uma de submontagem de cabeçote e uma de montagem final dos propulsores.

Atualmente o complexo conta com três linhas -- usinagem e submontagem de cabeçote, e montagem --, que continuarão ativas, totalizando nove linhas. Até 2019 continuarão a ser feitos aqui os motores 1.0 e 1.4 SPE/4 (4-cilindros 8V flex) da atual geração de Onix e Prisma.

A produção abastecerá o mercado interno, mas até 50 mil unidades poderão ser exportadas ao ano para outros países da América do Sul com manufatura -- Argentina, Colômbia e Equador, a saber -- e volume pode guardar o montante de unidades de motores maiores, para modelos de médio porte.

Operação das novas linhas começa em julho de 2019. Ainda de acordo com a fabricante, 400 empregos diretos e indiretos serão gerados -- atualmente, 250 funcionários diretos trabalham na unidade.

Fabio Gonzalez/Divulgação
Motores feitos em SC terão "origem Opel" e vão equipar novos compactos da Chevrolet Imagem: Fabio Gonzalez/Divulgação

Nova geração

A marca confirmou que 2020 será o ano de chegada do primeiro produto de sua nova plataforma modular de compactos, denominada GEM. Essa informação, por enquanto, bate com o cronograma divulgado por UOL Carros em abril do ano passado. Pelo menos seis veículos serão feitos a partir dessa base, desenvolvida pelos centros de Estados Unidos e, principalmente, China: os substitutos de Onix, Prisma, um mini-SUV, além dos substitutos de Montana, Cobalt, Spin e Tracker.

Ordem de lançamentos é mantida sob extremo sigilo, mas podemos afirmar que o mini-SUV e os novos Onix e Prisma (que poderão ou não manter os nomes) serão os primeiros, a partir da linha 2020. De Montana para frente, nada dever surgir antes de 2021.

* Viagem a convite da GM do Brasil

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros