Topo

Seu Automóvel

Carro brasileiro vai ter de levar "porrada" na lateral antes de ser vendido

Divulgação
Ford Ka zerou em novo (e recente) crash test do Latin NCAP após ir mal em colisão lateral contra poste Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Colaboração para o UOL

27/01/2018 04h00

A partir de 2020 todo novo projeto de automóvel terá que fazer teste obrigatório de impacto lateral antes de partir para homologação

Resolução 721/2018 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), publicada nos últimos dias no Diário Oficial da União, determina que todos os novos projetos de veículos comercializados no Brasil terão de ser submetidos a partir de 2020 a testes de impacto lateral para homologação pelo órgão.

A mesma resolução estabelece que, a contar de 2023, todos os carros, camionetas e utilitários, nacionais ou importados, também terão que passar pela avaliação para que possam ser vendidos em nosso país.

Mesmo sem ser obrigatório, o teste de batida lateral já é realizado desde 2016 pelo Latin NCAP, órgão independente responsável por avaliar a segurança em automóveis comercializados na América Latina e no Caribe. Foi essa entidade que no ano passado zerou a nota do Onix, carro mais vendido do Brasil, e que nesta semana revelou os resultados do modelo reforçado, classificando-o novamente com três estrelas.

Links úteis:

+ Carro brasileiro terá 13 novos itens obrigatórios de segurança
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Embora regras e parâmetros brasileiros ainda não tenham sidos definidos (e ainda estejam em fase de estudos técnicos), os critérios para realização do teste de impacto lateral, segundo a resolução, devem cumprir regulamentos da ONU (Organização das Nações Unidas) ou da NHTSA, agência federal de segurança viária dos Estados Unidos.

Esses regulamentos estabelecem que as portas devam ser abertas sem necessidade de ferramentas -- de forma que o dummy, boneco utilizado para avaliar lesões nos testes de impacto, possa ser retirado -- e isentam da obrigatoriedade do teste veículos exclusivos para o fora-de-estrada, de uso bélico, artesanais, réplicas, buggies e fabricados em pequena série.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Seu Automóvel