Carros

Chora, Brasil: Nissan Kicks dos EUA é bem mais equipado que o nosso

Newspress
Nissan Kicks: por fora quase não há diferenças em relação ao brasileiro (a não ser pelos refletores laranja nos faróis). Discrepância está no recheio Imagem: Newspress

Leonardo Felix
Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/12/2017 04h00

O Nissan Kicks é um projeto brasileiro, e a divisão americana da marca reconheceu isso ao apresentar o "suvinho" ao público dos Estados Unidos no Salão de Los Angeles, iniciado nesta semana. "Visual inspirado no Brasil", diz em negrito um dos intertítulos do texto para jornalistas locais.

No mesmo texto o estúdio de design da marca no Rio de Janeiro é mencionado como corresponsável pela definição do modelo. Ponto para nós?

Veja mais:

+ Veja os 10 carros mais legais do evento
Veja quais os maiores recalls de 2017
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Mesmo tendo nascido aqui, o Kicks será um carro mais seguro e bem equipado no país do Tio Sam, onde será vendido como importado a partir do México. Aliás, até mesmo sua proposta será diferente por aquelas bandas. Se por aqui ele é chamado de SUV e mira famílias recém-estabelecidas, por lá está sendo classificado assumidamente como "crossover", apelando a uma pegada mais versátil e a um público mais jovem (em especial solteiros ou casais sem filhos).

Sua missão nos EUA será substituir o controverso Juke, oferecendo para isso estilo mais elegante, embora ainda "descoladinho", e preço bem acessível. A promessa é que a versão de entrada custe menos de US$ 19 mil (R$ 62 mil). O pacote fica ainda mais tentador se levarmos em conta que o carro será comercializado por lá com os equipamentos abaixo, todos inexistentes na configuração brasileira:

Newspress
Traseira é a parte visualmente mais arrojada e moderna do Nissan Kicks também nos EUA Imagem: Newspress

1. Muito mais equipamentos

Não é que o Kicks brasileiro seja um carro mal equipado na comparação com seus concorrentes. Pelo contrário: para nossa realidade ele traz uma lista bastante interessante. Por exemplo, já na versão S manual com o chamado "Pack Safety", de R$ 73.190, o modelo produzido em Resende (RJ) traz controle de estabilidade e tração e assistente de partida em rampas.

Nas configurações mais caras -- teto de R$ 89.990 -- ele conta ainda com seis airbags, luz de posição em LED, partida do motor por botão, chave inteligente, quadro de instrumentos digital de 7 polegadas, ar-condicionado automático, bancos em couro, câmera de 360 graus para auxílio em manobras, sensores dianteiros anticolisão e auxílio à frenagem de emergência. 

Mesmo assim, fato é que os automóveis americanos estão em outro patamar de tecnologia e segurança, que acabam refletidos mesmo em modelos tidos como de entrada (caso do Kicks). 

Portanto, na América do Norte o "crossover" contará com itens como: faróis automáticos inteligentes; sete airbags (inclui uma bolsa de joelho para o motorista); frenagem automática emergencial; central multimídia com projeção de celulares (Apple CarPlay e Android Auto); sensores de ponto cego e de tráfego cruzado à traseira; retrovisores externos com aquecimento; comando para partida remota do motor na chave; projetor de farol baixo em LED; e sistema de som Bose.

Já imaginou se o Kicks nacional tivesse tudo isso? Seria disparado o melhor representante do segmento. O duro é imaginar o preço de uma versão "completaça" assim...

Newspress
Interior do Kicks segue mesmo padrão de desenho do painel, porém sem bancos de couro (o Brasil tinha que ganhar em algum ponto, né?) e com central de entretenimento mais moderna Imagem: Newspress

2. Motor mais forte

O Kicks americano também mexeu em um dos principais gargalos do primo-irmão brasileiro: usará um motor 1.6 4-cilindros, tal qual o nosso, porém com comando variável contínuo das 16 válvulas e potência declarada de 127 cv, sendo 15,9 kgfm de torque. A configuração vendida no Brasil possui 114 cv e 15,5 kgfm, e deixa um pouco a desejar quando se fala em desempenho (apesar de ser uma das opções mais econômicas da categoria).

3. Paleta de cores mais... colorida

Se a paleta do Kicks brasileiro tem seis opções de cores (branco, prata, cinza, marrom, preto e vermelho), sendo cinco combinações de carroceria bicolor, nos EUA ela contará ainda com um tom de azul, que poderá ser adquirida integral ou contrastada por um teto branco.

Veja como é o Nissan Kicks brasileiro por dentro

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo