Testes e lançamentos

Presente de Natal: Mustang pode ser pedido em dezembro; preço é mistério

Eugênio Augusto Brito, André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/11/2017 12h49

Muscle car de 466 cv chega ao Brasil, finalmente, mirando Chevrolet Camaro. Quem fizer encomenda agora recebe em março

São 54 anos de história (isso sem contar os três anos vivendo apenas como projeto) e fama de ser não apenas o pioneiro, como o mais "responsivo" dos muscle cars, esportivos tipicamente americanos. No Brasil, foi homenageado até em músicas e acordes de cantores de MPB, tem uma legião de seguidores em fãs-clubes, mas nunca foi vendido oficialmente. Até agora: a Ford finalmente colocará o Mustang no mercado nacional. As vendas, em regime de encomenda, começam em dezembro, dentro do prazo para os presentes natalinos (ou das promessas de Natal e Ano Novo, pelo menos).

Isso porque a Ford o Brasil deu uma de moleque travesso e escondeu muito dos detalhes sobre o Mustang 2018. Essa pré-venda começa não em lojas, mas num endereço exclusivo na internet (que ainda não foi divulgado), no dia 11 de dezembro. Entregas? "No final do primeiro trimestre de 2018", respondem os executivos, sem escancarar o mês de março.

De fato, não é de se esperar volume, apesar dos anos de demanda acumulada, por conta dos valores do esportivo. Assim, as unidades deverão chegar sob regime de encomenda, o que explicaria a inexistência de um prazo delimitado.

Veja mais

Como é o rival Chevrolet Camaro?
Jaguar F-Type corta motor para brigar com Camaro e Mustang
Renault convoca todos os Kwid, além de Sandero e Duster

Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

"Marotagem" também acontece com o valor a ser cobrado: nenhuma cifra foi adiantada. Pessoas ligadas à marca apontam que -- apesar de ter dito durante os últimos dois anos que o Mustang seria "elitizado" e estaria sempre acima do nível do Chevrolet Camaro -- a Ford pode surpreender e colocar seu muscle car com valores abaixo dos R$ 310 mil cobrados pela rival General Motors. Essa estratégia ajudaria no hype sobre o carro frente ao concorrente, claro, mas também serviria para desestimular compradores que pensam em conseguir o modelo por menos junto a importadores independentes.

UOL Carros já mostrou que tem loja independente prometendo trazer o Mustang 2018 ainda em janeiro e por menos de R$ 300 mil, justamente tentando uma brecha.

Foi exatamente a mesma estratégia usada pela GM quando lançou o Camaro no Brasil, em 2010: trouxe a versão mais completa e poderosa por R$ 185 mil, acabou com as vendas de "garagens" (que cobravam exatamente isso à época) e se estabeleceu. Depois, deixou o valor flutuar livremente. Atualmente, temos um Camaro que é o equivalente em termos de acabamento, mas que custa praticamente o dobro.

Como ele vem?

Haverá apenas uma versão inicialmente, a GT Premium, que corresponde à configuração topo de gama, com o pacote máximo de opcionais. 

Equipado com o propulsor V8 de 5 litros, 466 cv, 55 kgfm de torque, e câmbio automático de 10 velocidades (com borboletas no volante), o Mustang tem sistema "Flex Port Fuel", que permite ao motor trabalhar com maior taxa de compressão e injeção direta em altos giros, trocando à injeção indireta em baixas rotações.

Visualmente, traz design mais alongado, baixo e bicudo que o modelo anterior (que iniciou esta geração e que também não veio ao Brasil oficialmente). Isso é preocupante do ponto de vista dinâmico (por conta de nossas ruas com valetas, lombadas e entradas de garagem mal dimensionadas), mas é ótimo em aerodinâmica e arrojo.

De fato, a Ford promete que o Mustang será seu carro mais avançado, como já ocorre nos demais mercados onde é vendido (incluindo EUA, Europa, onde é líder de vendas entre esportivos, batendo até carros alemães, e China). Há saídas exclusivas de ar no capô; escapamento ativo (também do Shelby 350), que usa auxílio eletrônico para mudar e ampliar o som do motor; conjunto óptico totalmente em LED; rodas esportivas de 19 polegadas com pneus GT Performance Pack (255/70 e 275/40); aerofólio traseiro e luzes de cortesia nos retrovisores que projetam a silhueta do cavalo sobre o piso. A suspensão tem ajuste magnético adaptativo e controla também a inclinação de toda a carroceria de acordo com o esforço a ser feito (MagnaRide).

De quebra, a tecnologia faz o condutor contar com tela central de 12 polegadas para o sistema Sync 3, com projeção de celular via Android Auto ou Apple Carplay, bem como conexão direta à internet com 4G e Wifi (se houver chip instalado no carro). Alertas ao motorista desatento em mudanças de faixa e frenagem automática de emergência completam, bem como diferentes configurações de condução (do Normal ao Track, contando ainda com modo Silencioso).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo