Seu Automóvel

Renault Kwid é melhor do que Chevrolet Onix e Ford Ka em segurança; assista

Reprodução/Latin NCAP
Renault Kwid recebeu três estrelas tanto para segurança de adultos, quanto de crianças Imagem: Reprodução/Latin NCAP

DO UOL, em São Paulo (SP)

16/11/2017 13h21

Não é um desempenho louvável, mas foi melhor do que muita gente (até mesmo a equipe aqui de UOL Carros) esperava: o subcompacto Renault Kwid foi avaliado no teste de colisão do Latin NCAP e recebeu três estrelas na proteção para adultos nos bancos frontais (nota 28,85 de 34) e três estrelas para crianças no banco traseiro (nota 33,87 de 49).

Isso já basta para cravar que o carrinho da Renault é mais seguro que os campeões de vendas este ano: tanto o líder Chevrolet Onix (veja aqui), quanto o vice atual Ford Ka (aqui) zeraram em seus testes seguindo os novos critérios da entidade. Rival direto, o Fiat Mobi também é pior para a entidade: tirou uma estrela.

Outro detalhe: esse índice do Kwid é o máximo que um modelo sem controle de estabilidade e tração pode conseguir atualmente no Latin NCAP.

Veja mais

Volkswagen Virtus é revelado em SP e chega em janeiro
Duelo: quem é melhor, Kwid ou um compacto à moda antiga?

Especial: Como é feito um carro
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros

Airbags pouco ajudam no caso do Kwid

Segundo a entidade, o Kwid mostrou que a "proteção oferecida à cabeça e ao pescoço do motorista foi boa. A proteção do peito do motorista foi marginal, enquanto a do acompanhante recebia proteção adequada por parte dos sistemas de retenção [cintos e airbags]".

Curiosamente, no aval do Latin NCAP, a alardeada (pela fabricante) presença de quatro airbags de série em todas as versões pouco ajuda os ocupantes do Kwid em caso de colisão, com "proteção fraca". O que salva mesmo é a estrutura, que foi reforçada no Brasil, provocando atraso no lançamento do carro. Na Índia, onde foi concebido, o Kwid recebeu nota zero, justamente por não ter reforços estruturais decentes (nem airbags).

"Impacto Lateral: o airbag lateral de tórax proporcionou proteção fraca ao peito, porém o carro deu uma proteção adequada ao abdome e à cabeça, e boa proteção à pélvis", também relatou o instituto.  

Alerta que lembra os ocupantes de colocarem o cinto de segurança (SBR) e boa proteção do assoalho também foram usados pelo Latin NCAP como características que levaram às três estrelas para a proteção do ocupantes adultos.

Faltou mesmo o controle de estabilidade e tração, existente no Volkswagen Polo (que também tem quatro airbags de série e recebeu nota máxima nos testes), por exemplo, para que o Kwid pudesse almejar nota máxima. Mas é bom lembrar que o Kwid custa no máximo R$ 40 mil, enquanto o modelo premium da Volks tem preços cima do patamar dos R$ 50 mil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Seu Automóvel

Topo