Testes e lançamentos

Argo Precision 1.8, R$ 62 mil, é versão com melhor custo-benefício do hatch

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/10/2017 12h39

Depois de alguns meses de mercado e algumas passagens pela redação de UOL Carros, em diferentes versões de acabamento, motorizações e câmbios, encontramos a configuração do Fiat Argo com o pacote mais interessante em termos de preço e equipamentos: a Precision 1.8 com câmbio manual de cinco marchas, vendida atualmente a R$ 61.800.

Por que? Porque ela é a que oferece a maior quantidade de itens de série (tem tudo que um compacto premium precisa ter, e você pode consultar todo o catálogo clicando aqui), pelo preço mais atraente de toda a gama, relativamente.

Explicamos: o HGT agrega poucos equipamentos em relação ao Precision que valham o acréscimo de valor (R$ 2.800 a mais); enquanto o Drive 1.3 GSR (que custa R$ 2.900 a menos) perde muitos itens do catálogo, fato que faz valer o investimento na versão Precision, que além de tudo tem motor maior.

Veja mais

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Estilo e espaço diferenciados

Outros pontos positivos do Argo Precision são o estilo do desenho e o espaço interno. O Argo na opinião de UOL Carros é um dos carros mais harmoniosos da categoria, com desenho mais atualizado: não é quadradão como o Polo e ainda tem traços que remetem aos belos modelos da Alfa Romeo.

Fora isso, tem bom espaço no banco traseiro, podendo levar até três adultos (ok, não para muito longe, mas ele não deixa de ser um dos mais espaçosos do segmento), e porta-malas maior que a maioria dos rivais, com 300 litros.

Por dentro ainda se destaca o nível do acabamento, que foge um pouco do padrão da categoria (que esbanja plástico duro): na versão Precision, o Argo tem materiais mais suaves ao toque e bem encaixados, inclusive nos painéis de porta.

Veja bem...

Só que nem tudo é maravilha no hatch premium da Fiat: por R$ 62 mil, valor meio salgado para um compacto, você consegue levar para casa os rivais Onix e HB20 em suas versões de topo equipadas com câmbio automático.

Motor E-torq 1.8 de 139 cv, ainda que recalibrado recentemente, é de projeto antigo e bastante ultrapassado, ruidoso e não rende bem como os motores mais modernos dos concorrentes, que, inclusive, já oferecem motores turbo com injeção direta de combustível.

O Argo, mesmo lançado há pouco tempo, é derivado de uma base já conhecida e utilizada pela Fiat na Europa há vários anos (pelo Grand Punto). Isso pesa quando o carro é colocado ao lado de seu maior rival, o recém-lançado Volkswagen Polo, que acaba de estrear uma plataforma nova, global e modular...

Em resumo, podemos dizer que o Argo é um dos carros mais bonitos dessa "nova" categoria de hatches premium e parece ideal na versão 1.8 Precision M/T, por oferecer o pacote com o melhor custo-benefício, mas parece (como outros carros da Fiat) ter chegado pelo menos um ano depois do que devia...

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo