Testes e lançamentos

Novo Nissan Leaf não tem freio e ainda pode andar sozinho; veja fotos

Do UOL, em São Paulo

07/09/2017 04h00

Em um de seus primeiros eventos internacionais sem a presença do todo-poderoso Carlos Ghosn, chefão global da aliança Renault-Nissan que deixou recentemente a presidência da marca japonesa para se dedicar integralmente à liderança do grupo, a Nissan apresentou em seu país sede, na madrugada desta terça-feira (6), por meio de seu novo presidente, Hiroto Saikawa, a nova geração do elétrico Leaf.

Visualmente, o carro deixa de lado a estranheza do desenho anterior e passa a adotar um design moderno, inspirado na identidade visual dos atuais modelos da empresa e bastante agressivo. De certos ângulos, chega a parecer o belíssimo Honda Civic hatch, tamanha ousadia nas curvas e nos vincos mais angulosos.

Ainda na parte estética, vale salientar que faróis e lanternas deixaram o estilo controverso da primeira geração (principalmente na parte traseira, que trocou o jeitão vertical por um formato ao estilo "bumerangue") sem perder futurismo, já que nas duas partes do carro existem pontos de LED. Além disso, o teto também pode ser pintado de preto, ressaltando o lado mais esportivo deste novo modelo.

Tecnologia

Entre as novidades tecnológicas, há três importantes pontos a se considerar:

1. Autonomia cresceu e foi expandida dos cerca de 160 quilômetros para 380 km;

2. Leaf passa a ser do time de veículos com tecnologia de condução autônoma; 

3. Uma tecnologia chamada "e-Pedal", que concentra as funções de acelerar e frear somente no pedal do acelerador, assim como faz o -também elétrico- BMW i3.

Nessas situações, como o carro freia automaticamente para recuperar energia, o pedal do freio pode ser simplesmente ignorado (embora ele permaneça lá para ser usado em situações de frenagem mais agressivas).

O motor elétrico agora passa a entregar 150 cavalos e 32,6 kgfm de torque -- o anterior, para efeito de comparação, rendia 109 cv e 28,6 kgfm. São 4,48 m de comprimento, 1,79 m de largura, 1,56 m de altura e 2,70 m de entre-eixos, praticamente o mesmo tamanho que um Chevrolet Cruze hatch de nova geração.

SIGA UOL CARROS NO YOUTUBE

+ Inscreva-se no canal: https://goo.gl/B4mHyi

+ Instagram: https://www.instagram.com/uolcarros/

Por dentro, muita coisa da inédita geração são componentes que já vimos no Kicks: volante, tela central colorida e quadro de instrumentos digital, por exemplo, são os mesmos utilizados por nosso SUV compacto de fabricação nacional.

E quais as chances do novo Leaf por aqui? Segundo a filial brasileira da Nissan, o carro fez parte de alguns projetos especiais e ainda não foi vendido comercialmente por aqui, mas a marca afirma "sempre estudar oportunidades e maneiras de introduzir veículos elétricos no dia a dia do brasileiro". E ainda completa dizendo que "os grandes entraves de hoje são a falta de incentivos para a implementação desses modelos e a escassa infraestrutura para recarga dos carros."

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo