Testes e lançamentos

Range Rover Velar quer causar com mercado de SUV, como o Evoque fez em 2011

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

05/09/2017 04h00Atualizada em 06/09/2017 14h33

Só será possível achar o Range Rover Velar nas lojas em 31 de outubro, mas a Land Rover não segura a expectativa e mostrou o novo modelo a UOL Carros: com porte médio, opção de motor V6 de 380 cavalos e muita tecnologia, terá a missão de chamar atenção e atrair muitas compras, assim como o Evoque fez em 2011.

Segundo executivos da Land Rover, o SUV médio de luxo (4,80 metros de comprimento, 2,87 m de entre-eixos) será "o passo seguinte" dentro da marca para quem começou com um Evoque e agora precisa "de um modelo maior e mais refinado, porque a família cresceu neste meio tempo, mas ainda assim 'diferentão', com o mesmo espírito de ousadia". Além de manter donos de Evoque, a Land Rover quer atrair fãs de BMW X4 e X5, Porsche Macan e matar qualquer pretensão que a Audi tenha com futuros modelos entre Q3 e Q5.

Sabemos que os preços para isso já foram definidos:

+ Range Rover Velar 2.0 Ingenium Gasolina (250 cv): R$ 291 mil iniciais
Estará disponível após 31 de outubro.

+ Range Rover Velar 2.0 Ingenium Diesel (180 cv): R$ 311 mil iniciais
Estará disponível após 31 de outubro.

+ Range Rover Velar R-Dynamic S: R$ 383.100 iniciais (pré-venda)
Equipado com motor V6 3.0 Supercharged (380 cv a 6.500 giros, 45,88 kgfm a 1.500 giros, e 0-100 km/h em 5,7 s). Traz suspensão pneumática, sistema de tração com ajustes eletrônicos Terrain Response, faróis de LED, freios dianteiros com disco de 350 mm, aviso de saída da faixa, tampa do porta-malas com abertura elétrica e sensor de gestos, bancos elétricos com 10 ajustes, além de memória e revestimento de couro perfurado, rodas aro 19, som Meridian de 380 W, entre outros itens. 

+ Range Rover Velar R-Dynamic SE: R$ 405.400 iniciais (pré-venda)
Acrescenta luz diurna aos faróis de LED, rodas de 20 polegadas, sistema de som de 825W, monitoramento de ponto cego, sensor de fadiga do condutor, câmeras 360º, sensor de tráfego reverso.

+ Range Rover Velar R-Dynamic HSE: R$ 445.500 iniciais (pré-venda)
Inclui rodas de 21 polegadas, bancos de couro Windsor (com desenho da bandeira do Reino Unido estilizado) perfurado, além de 20 ajustes e aquecimento, ajuste elétrico da coluna de direção, controle de cruzeiro adaptativo, auxiliar de estacionamento.

+ Range Rover Velar First Edition: R$ 513.900 iniciais (pré-venda limitada a 20 unidades)
Acrescenta faróis com Matrix-laser para facho noturno, Terrain Response 2 (ajustes automáticos de tração), teto na cor preta, revestimento interno do teto em couro Alcantara, painéis e bancos com couro Oxford, sistema de som com 1.600 W, head up display, soleira da porta iluminada, luz de ambiente configurável, sensor de profundidade da água em trechos alagadiços, detalhes em bronze nos para-choques, capô e caixas de rodas, entre outros itens. 

Ousadia high-tech

Seis anos atrás, o Evoque ousou trazer às ruas praticamente o mesmo design do carro-conceito LRX e se deu bem: longe de assustar, atraiu compradores para uma marca até então limitada pela tradição off-road (linha Land Rover) e/ou de luxo (Range Rover). 

Sobressai agora não o visual (cá entre nós, menos revolucionário do que a marca afirma ser), mas os detalhes de acabamento e tecnologia -- é com eles que o Velar vai tentar conquistar corações e vendas: a versão First Edition tem roda com aro de 21 polegadas e oito raios duplos; as maçanetas se recolhem na carroceria com o carro em movimento; pudemos contamos três tipos de couro a bordo da cabine; mas o principal, óbvio, são as três telas totalmente sensíveis ao toque no interior da cabine, que atuam junto a duas teclas inteligentes no console central e outras duas no volante -- nenhuma tem função fixa, o que pode confundir no começo, mas com o tempo todas facilitam o uso de todos os comandos do carro.

Será que tanto futurismo vai agradar? Se olharmos para o que a marca já faz -- cada vez menos carros semelhantes ao antigo Defender, cada vez mais modelos luxuosos como Evoque, Discovery Sport e Novo Discovery --, faz todo sentido. Até porque o Velar mantém a aptidão off-road (mesmo com carroceria que parece ultra-baixa, promete enfrentar terrenos alagados com até 65 cm de água, graças à ação da suspensão pneumática e de sensores que leem o solo 550 vezes por segundo) e a valentia dos motores, mas traz predicados que os rivais ainda não conseguem entregar.

Murilo Góes/UOL
O Range Rover Evoque em 2011: futurista para a época, só faltou voar Imagem: Murilo Góes/UOL

SIGA UOL CARROS NO YOUTUBE

+ Inscreva-se no canal: https://goo.gl/B4mHyi

+ Instagram: https://www.instagram.com/uolcarros/

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo