Testes e lançamentos

Duelo: JAC T40 é opção a aventureiros como o Sandero Stepway; assista

Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/08/2017 04h00

O JAC T40 não deixa dúvidas: os chineses estão no caminho certo.

O pequeno crossover promove uma sensível evolução técnica e dinâmica nos carros da marca. Não foram só dirigibilidade e acabamento que melhoraram. A segurança enfim se tornou elemento prioritário no processo, com a inclusão de itens como controle de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, auxílio à frenagem emergencial e faróis com ajuste elétrico dos canhões de luz.

Tudo isso seguindo a velha receita de ser "completinho" a um preço camarada: o compacto é vendido, por enquanto, em versão única de R$ 60.980 que inclui todos os itens de série possíveis mais pintura com teto envelopado em tom preto.

Ao posicioná-lo a esse preço o grupo SHC, responsável pela importação dos carros da JAC no Brasil, dá um recado claro: quer usar o "jeitinho de SUV" do T40 para seduzir clientes dos hatches aventureiros, caso de Chevrolet Onix Activ, Hyundai HB20X, Volkswagen CrossFox e... Renault Sandero Stepway.

Foi justamente um exemplar deste último que UOL Carros colocou frente a frente com o novíssimo T40 em mais uma edição da série Duelo. Afinal, o representante chinês tem estofo para andar melhor que uma das referências do segmento? Dê o play e confira a resposta.

SIGA UOL CARROS NO YOUTUBE

+ Inscreva-se no canal: https://goo.gl/B4mHyi

+ Instagram: https://www.instagram.com/uolcarros/

As armas de cada um

Além dos truques visuais para parecer maior do que realmente é, o T40 tem como outro grande trunfo o pacote de equipamentos. De série o crossover vem com: chave canivete; alarme; faróis com acendimento automático, luz diurna em LED, projetor e ajuste elétrico dos fachos; faróis de neblina; monitoramento de pressão dos pneus; controle de estabilidade e tração; assistente de partida em rampas; auxílio à frenagem emergencial; volante multifuncional em couro com regulagem de altura; direção elétrica; ar-condicionado; vidros, travas e retrovisores elétricos, sendo vidros "um-toque" só para o motorista; banco do motorista com altura ajustável; retrovisor interno antiofuscante; sensores traseiros de estacionamento; câmeras frontal e de ré; controle de cruzeiro; pontos de fixação para cadeirinhas Isofix; e central multimídia em tela tátil de 8 polegadas com Bluetooth e entrada USB.

Motor é o velho conhecido (e pouco empolgante) 1.5 JetFlex de 125/127 cv de potência (a 6.000 rpm) e 15,5/15,7 kgfm de torque (a 4.000 rpm) -- gasolina/etanol --, aliado sempre a câmbio manual de cinco marchas. Freios são a disco nas quatro rodas e suspensões contam com barra estabilizadora em ambos os eixos.

Embora mais comprido (4,13 metros contra 4,06 m), o T40 tem só 2,49 m de entre-eixos (10 cm a menos que o Sandero) e também é levemente mais estreito (1,75 m vs. 1,76 m). Por outro lado, oferece porta-malas com volume de carro médio (450 contra 320 litros).

Já o Sandero Stepway 1.6 manual chega a R$ 63.390 com pintura metálica, bancos revestidos em couro e rodas de liga leve aro 16 com acabamento exclusivo. Além desses opcionais, o compacto traz de série: chave canivete; alarme; faróis de neblina; volante multifuncional em couro e com regulagem de altura; direção eletro-hidráulica; ar-condicionado automático; vidros elétricos com um-toque e antiesmagamento em todas as posições; travas e retrovisores elétricos; banco do motorista com altura ajustável; sensores traseiros de estacionamento; e sistema de entretenimento em tela tátil de 7 polegadas com Bluetooth, USB e navegador GPS.

Empurrado pelo recém-lançado propulsor SCe de 1,6 litro, que rende 115/118 cv (a 5.500 rpm) e 16 kgfm (a 2.850 rpm), o Sandero é menos potente, verdade, mas entrega ótimo torque, relação de marchas mais curta e tecnologias como start-stop (desliga e religa automaticamente o motor em paradas breves) e ESM (regeneração da energia dissipada nas desacelerações para alimentar a bateria). Câmbio também é manual de cinco velocidades.

Suspensões mais simples e freios traseiros a tambor evidenciam que se trata de um projeto mais antigo, mas ainda assim o Sandero Stepway consegue ser alguns quilos mais leve do que o T40 (1.102 contra 1.155 kg). Fora isso, claro, há a questão da capilaridade da rede: enquanto a Renault possui mais de 300 concessionárias no país, a operação da JAC se resume a 26.

Agora que você já sabe o que cada um deles tem, é só assistir para descobrir quem ganhou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo