Segredos automotivos

Novo Honda Fit brasileiro terá "cara própria" e controle de estabilidade

Divulgação
Fit 2018 americano: configuração brasileira será parecida com esta. Parecida, mas não igual Imagem: Divulgação

Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

15/08/2017 15h12

A Honda prepara para o último trimestre deste ano o facelift de meia-vida para atual geração do Fit no Brasil. Apresentação deve ficar para meados de setembro, mas com chegada às lojas apenas a partir de outubro. Novidades serão o controle de estabilidade (ESP) e visual único, nada que copie os carros americano e europeu.

A mudança faz parte de uma movimentação global de renovação do monovolume, que está no meio de vida, e inclui também os mercados da América do Norte, Europa (onde o modelo é vendido como Jazz) e Ásia. Segundo o site Autos Segredos, a produção da linha 2018 começou este mês.

SIGA UOL CARROS NO YOUTUBE

+ Inscreva-se no canal: https://goo.gl/B4mHyi

+ Instagram: https://www.instagram.com/uolcarros/

Modificações visuais serão homeopáticas e se concentrarão nos para-choques. UOL Carros pode afirmar que a derivação brasileira terá desenho exclusivo para a peça frontal, embora similar ao do americano (usado na imagem de abertura desta reportagem).

Embora usualmente o mercado brasileiro beba mais da fonte europeia, o visual do Fit 2018 ficou mais sóbrio nos Estados Unidos, o que combina mais com o perfil dos compradores do modelo por aqui. Já a configuração do Velho Continente possui proposta levemente esportiva, com para-choque mais recortado e filete vermelho na "barra" da saia. 

Divulgação
Fit europeu (vendido como Jazz) enveredou para o lado "esportivado", que não combina muito com o perfil do comprador brasileiro do monovolume. Por lá motor também será 1.5, mas de 130 cv Imagem: Divulgação

Mais equipado

Outra novidade importante é que o Fit ganhará controle eletrônico de estabilidade e usará guias de LED no conjunto óptico das versões de topo, a exemplo do que ocorreu com o HR-V. Além disso, haverá central multimídia mais moderna. Na parte de trás, a base do para-choque traseira será levemente retocada.

Divulgação
Traseira estreará novo para-choque, também seguindo o padrão americano (já que o europeu contará até com difusor) Imagem: Divulgação
Com isso, o modelo conseguirá, ainda, se distanciar mais do WR-V.

Trem-de-força segue o mesmo: com o congelamento do projeto 1.0 turbo, o Fit 2018 seguirá usando o propulsor 1.5 aspirado flex (4-cilindros com 16 válvulas e comando variável para admissão) de 115/116 cv (gasolina/etanol) e 15,2/15,3 kgfm. Câmbio é manual de cinco velocidades ou CVT (continuamente variável).

City muda logo depois

No primeiro trimestre de 2018 deve chegar o facelift do City, seguindo a mesma linha de modificações do irmão de plataforma.

Mande flagras por e-mail ou nosso novo WhatsApp

Se você fotografar ou filmar um carro diferente e/ou camuflado, envie para UOL Carros, com seu nome completo, RG e/ou CPF, telefone, cidade de residência e local do flagra. A critério da Redação, elas podem ser publicadas, sempre com o devido crédito ao autor. Não há remuneração.

UOL Carros também usa o WhatsApp como forma de receber suas imagens, agora com um novo número: basta adicionar o +55 11 9-7670-4028. Segue válida a forma anterior, pelo e-mail uolcarros@uol.com.br.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Segredos automotivos

Topo