Testes e lançamentos

Novo SUV da Hyundai, Kona vai mudar nome em Portugal para não ser palavrão

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/06/2017 13h28

Modelo nasce para alavancar vendas da marca em Europa e Estados Unidos, mas ainda está bem distante do Brasil

Não é só o Brasil: os principais mercados do mundo, incluindo os Estados Unidos (adoradores de modelos com fartas dimensões) estão se rendendo aos SUVs compactos -- que deveriam, mais corretamente, ser chamados de crossovers por aqui.

A Hyundai entendeu o recado, e preparou um novo concorrente global para Honda HR-V, Toyota C-HR e Ford EcoSport. Nada de Creta, veículo pensado para mercados emergentes, como Brasil, Índia e China. EUA e Europa vão receber o Kona.

Mas espera, que nome é esse? Em português de Portugal, "cona" é um apelido pejorativo usado para chamar a o órgão sexual feminino... Kona, com K, é uma ilha havaiana, e foi essa a homenagem pretendida pela Hyundai. Só que, devido à confusão das palavras parônimas, o Kona receberá outro nome de ilha havaiana: Kauai.

Divulgação
Traseira utiliza elementos de SUVs maiores da Hyundai, como o Tucson, mas tem um quê de japonesa Imagem: Divulgação

São tantas homenagens

Com o Kona, a marca quer se reaproximar do consumidor americano após sequência de queda nas vendas naquele país. E se os clientes locais pedem utilitários, a fabricante atacará com o Kona e com a picapinha Santa Cruz, usando a mesma base.

Já que falamos em "homenagem", o pequeno SUV faz muitas delas em seu visual, que segue padrão levemente similar àquele inaugurado pelo hatch médio i30 no ano passado e bebe muito dos carros franceses.

Conjunto óptico dianteiro em camadas, por exemplo, tem clara inspiração no Citroën C4 Cactus. Caimento do capô e grade remetem a carros da Subaru. Coluna C lembra Nissan Kicks e Toyota C-HR. Traseira mescla elementos de SUVs maiores da própria Hyundai, como o novo Tucson.

Destaque para as lanternas, também divididas em duas partes, com luzes de seta e ré posicionadas quase no para-choque e sendo "abraçada" pelo aplique na caixa das rodas traseiras. Aliás, é preciso dizer que os protetores plásticos aparecem de forma exagerada no Kona.

Modelo será lançado nos próximos meses na Coreia do Sul, onde ocorreu a apresentação mundial. Depois, deve invadir Europa (onde está Portugal. O que fazer com esse nome?) e América do Norte. Para o mercado americano o lançamento está previsto para o primeiro trimestre de 2018.

Por aqui, nada de Kona

E o Brasil? Suas chances são muito pequenas por aqui em curto prazo, pois o Creta já posicionou a marca no segmento a custos muito mais baixos -- enquanto o nosso suvinho usa base do penúltimo Elantra, o Kona nascerá da novíssima plataforma do Kia Niro --, e deve trazer consigo também uma picape derivada, que nada tem a ver com a Santa Cruz.

Para nosso país, a Hyundai teria que pesar muito bem a parte financeira. Portanto, é bem provável que não vejamos o Kona tão cedo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo