Testes e lançamentos

Nissan Kicks nacional estreia a R$ 68.640 para PCD; preço comum é R$ 70.500

Eugênio Augusto Brito, Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo (SP)

02/06/2017 04h00Atualizada em 02/06/2017 12h02

Versão S é inédita e tem câmbio CVT para pedidos de pessoas com deficiência; público comum leva câmbio manual. Veja todos os preços

A Nissan cansou de ser coadjuvante entre os vendedores de SUV: a marca começa a vender a partir deste mês o Kicks feito no Brasil, na mesma fábrica de Resende (RJ) que entrega March e Versa. Com a mudança de origem, a marca tem maior poder de fogo, já que deixa de ser limitada pela cota de 4.800 carros. 

Mas não apenas isso, a Nissan também pretende deixar seu modelo mais atrativo a um público mais amplo: agora são três versões (contra apenas duas do mexicano) e mais a opção para venda direta, primeiro ao público PCD (pessoas com deficiência), depois a frotistas em geral. Mas não basta ter carro com preço de entrada menor, a Nissan afirma ainda que os Kicks das versões mais caras são melhor equipados que os mexicanos.

Agora temos todos os preços atualizados das versões, além dos pacotes adicionais:

- Nissan Kicks S: R$ 70.500
Inédita, a versão de entrada vem equipada com transmissão manual de cinco marchas, rodas de aço de 16 polegadas com calotas, ar-condicionado convencional, painel de instrumentos comum (com computador de bordo), airbag duplo e freios com ABS obrigatórios, bancos "zero gravity" (com melhor apoio da lombar) revestidos de tecido, porta-malas acarpetado e iluminado. Luz de leitura é maior e mais eficiente que do Kicks mexicano, mas no porta-malas o tampão foi simplificado e agora é de peça única.

Há o opcional Pack Safety, que eleva o preço a R$ 71.700, adicionando controles de tração e estabilidade e assistente de rampa.

- Nissan Kicks S Direct: R$ 68.640
Exclusiva para PCD, substitui o câmbio manual pelo automático CVT que emula seis marchas. O preço é menor por conta dos benefícios para venda direta. Tem apenas controle de tração.

- Nissan Kicks SV: R$ 85.600
A versão intermediária acrescenta ao pacote S comum o câmbio CVT, chave presencial e partida por botão, ar-condicionado digital, central multmídia com tela de 7", USB, Bluetooth e GPS, sensor de estacionamento, câmera 360º, rodas de liga leve de 17 polegadas, assistente de partida em rampa, controle de tração e de estabilidade de série, faróis de neblina.

Há o Pack Plus, que adiciona o airbags laterais e de cortina e leva o preço ao total de R$ 88.600.

- Nissan Kicks SL: R$ 94.900
No topo, acrescenta à anterior os bancos revestidos de couro, que pode ser colorido (são três tons), cobertura dos painéis laterais e frontais também de couro (combinando com os bancos), detalhes cromados, retrovisor com rebatimento elétrico, faróis automáticos, airbags laterais e de cortina de série, câmera de 360° com nova função MOD (que identifica pedestres e obstáculos), controles eletrônicos de inclinação da carroceria, de ação dos freios em curvas e de ação do freio motor, tela central digital sensível ao toque com novo sistema Multiapp (Android), painel de instrumentos digital, com 12 funções.

Há ainda a opção de teto colorido com novas combinações (antes, era apenas laranja). O preço subiu para o carro mexicano, que custava R$ 93.500, mas há mais recheio.

Além disso, há um pacote opcional extra para a versão que eleva o preço a R$ 97.300: inclui LED para os faróis, alerta de colisão e assistente de frenagem automática. As novas funções aparecem como um ícone de "carrinho" na tela digital do painel de instrumentos: se o motorista não perceber uma frenagem do carro à frente, um alarme soa e, se nada for feito, o sistema freia o carro -- a Nissan, porém, oculta a velocidade para acionamento.

Divulgação
Kicks SL nacional: mais caro, mas mais equipado que o mexicano Imagem: Divulgação

Na briga

A marca não fala em números de vendas, por política interna, mas não esconde a vontade de brigar com Honda HR-V, Jeep Renegade e Hyundai Creta pela liderança. "Foram 19 mil carros este ano, março vendeu mais do que o esperado, ainda mais após aceleração de vendas de janeiro e fevereiro", afirmou a gerente de marketing de produto, Juliana Fukuda.

"Nissan luta na mudança para ser reconhecida como marca tecnológica e esse Kicks com mais recursos, nova Frontier e Sentra ajudaram com isso, assim como nossa qualidade construtiva. Momento novo começou ano passado e agora começa a dar resultado", conclui.

Com isso, o Kicks foi quarto, atrás do trio, mas limitado pela cota. Detalhe: houve um desabastecimento da rede da marca em maio, por conta da transição entre as fábricas brasileira e mexicana. 

Divulgação
Nissan Kicks S é apresentado pelo atleta paralímpico Clodoaldo Silva: sem LED, com para-choque simples e calota, SUV foi nacionalizado e pode ser comprado por PCD com preço menor Imagem: Divulgação

PCD

Venda direta será o caminho, também, para vender mais: Honda (aquela do HR-V líder) e Toyota (líder com o Corolla em toda essa geração) sabem disso. E a Nissan também está ciente. O novo programa chama-se "Mobilidade para todos" e estreia na Reatech, feira de produtos e serviços para portadores de deficiência física que vai até domingo (4).

Nela também estreia o Kicks nacional, na versão S Direct. O carro tem preço sugerido de R$ 68.640, sem incluir as isenções fiscais concedidas para deficientes, e tem como base a nova versão S.

Equipado com câmbio CVT, é bem equipado, apesar do excesso de plástico duro e traz de série controle eletrônicos de estabilidade. Não há divulgação da expectativa de entregas, mas o marketing é forte, inclusive com a presença do atleta paralímpico multipremiado Clodoaldo Silva servindo como garoto-propaganda -- ele, aliás, usa um Kicks adaptado como carro diário.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo