Mobilidade

Nissan Leaf passa "com ressalvas" em teste semiautônomo no Reino Unido

Do UOL, em São Paulo (SP)

Demonstração feita em público, em Londres, teve algumas intervenções por parte do motorista, mas foi realizada com sucesso; assista

Pioneira quando o assunto são carros 100% elétricos desde o lançamento do Leaf, há sete anos, a Nissan é outra importante montadora envolvida no desenvolvimento da tecnologia de condução autônoma.

A fabricante iniciou há alguns meses testes com unidades adaptadas do Leaf no Japão, seu país de origem, e também em Londres, no Reino Unido. E em uma demonstração realizada ao "The Guardian", a marca mostrou que ainda tem um longo caminho a percorrer... mas que está no rumo certo.

A apresentação foi feita simplesmente por Tetsuya Iijima, chefe global de desenvolvimento de automóveis autônomos da Nissan. Durante o teste, feito por ruas e avenidas congestionadas da capital inglesa, o executivo teve de assumir a direção em diversas vezes, frente a algumas hesitações do Leaf.

Iijima fez questão de deixar claro que se tratava de um protótipo em desenvolvimento e que a marca terá um carro totalmente autônomo somente de 2020.

O executivo também previu que os carros robotizados se tornarão figura fácil na paisagem das grandes metrópoles somente por volta de 2025. Mas, antes disso, estarão mais presentes em táxis e frotas de transporte individual e compartilhamento antes de serem adquiridos pelo consumidor final.

O Leaf semiautônomo utilizado nos testes utilizou 12 câmeras, quatro radares e quatro lasers para "visualizar" seu entorno e evitar colisões. Enquanto isso,  uma central eletrônica comandava o processo -- que, a exemplo de outros protótipos, requer que um motorista fique sempre atento para intervir em caso de necessidade.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo