Testes e lançamentos

Fiat enxuga versões do Mobi, que estreia câmbio automatizado na linha 2018

Divulgação
Fiat Mobi já está em 2018 e agora pode dar folga ao pé esquerdo com versão Drive GSR, de R$ 44.780 Imagem: Divulgação

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

Com novidade, marca quer vender 50 mil unidades do carro em 2017

A Fiat já apresentou a linha 2018 do Mobi, carrinho que há menos de um ano foi lançado no Brasil para ser a opção de entrada da gama de produtos da marca, posição antes ocupada pelo hoje aposentado Palio Fire.

A maior novidade é uma versão de topo, chamada Drive GSR, que passa a ser a primeira do carrinho equipada com câmbio automatizado. Trata-se do mesmo sistema da transmissão Dualogic Plus do Uno, mas que por conta de melhorias e recalibrações passou a se chamar GSR-Comfort (GSR de Gear Smart Ride, algo que em tradução literal do inglês significa "passeio inteligente da engrenagem").

Divulgação
Volante com borboletas, cluster com display em TFT e console central diferente são as novidades do Mobi GSR Imagem: Divulgação

Além disso, houve um enxugamento de versões (as que tinham sobrenome "On" -- como Like On, Easy On e Way On -- deixam de existir) e alguns ajustes de catálogo e na lista de equipamentos das configurações, além de ligeiros aumentos nos preços das configurações mais básicas. São eles:

+ Fiat Mobi Easy 1.0 Fire Evo (4-cil): R$ 33.700
Não há mais chance, portanto, de existir Mobi por menos de R$ 30 mil, como aconteceu em alguns meses do ano passado durante algumas promoções. A versão de entrada tem quadro de instrumentos com Iluminação em LED e display digital de 3,5 polegadas, sinalização de frenagem de emergência pelo pisca-alertas e os obrigatórios freios com ABS e airbag duplo. Opcionalmente, pode ser equipada com desembaçador com ar quente e o Kit Funcional, que agrega vidros elétricos dianteiros, pré-disposição para rádio, desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro e travas elétricas.

+ Fiat Mobi Like 1.0 Fire Evo (4-cil): R$ 39.190
Adiciona ao conteúdo da versão Easy: ar-condicionado, direção hidráulica, computador de bordo, vidros elétricos dianteiros, trava elétrica, coluna de direção com regulagem de altura e maçanetas e retrovisores pintados na cor do veículo. Pode receber, como opcional, o Kit Connect, com desembaçador, limpador e lavador vidro traseiro, rádio com Bluetooth e volante multifuncional; ou o Kit Live On, que utiliza o celular como sistema multimídia e vem com quadro de instrumentos em TFT.

+ Fiat Mobi Way 1.0 Fire Evo (4-cil): R$ 40.650
Traz o mesmo conteúdo da Like, mas vem com barras longitudinais no teto, moldura nas caixas de roda, para-choques exclusivos e suspensão ligeiramente mais elevada. Também pode ser equipada com os kits opcionais Connect e Live On.

+ Fiat Mobi Drive 1.0 Firefly (3-cil): R$ 40.650
Pelo mesmo preço do Mobi Way, a versão com motor menor tem praticamente os mesmos equipamentos, mas grade dianteira pintada de preto, direção elétrica e sistema de partida a frio sem tanquinho. Os kit disponíveis são Connect, Live On e ainda o Tech, composto por chave com telecomando, faróis de neblina, rodas de liga leve aro 14, alarme, retrovisor elétrico com Tilt Down, Cargo Box, banco do motorista e cintos dianteiros com regulagem de altura, sensor de estacionamento traseiro e abertura interna do porta-malas e do tanque de combustível.

+ Fiat Mobi Drive 1.0 Firefly GSR (3-cil): R$ 44.780
Soma-se ao conteúdo da versão Drive o câmbio automatizado, volante com paddle shift e computador de bordo com dois hodômetros. Também pode receber opcionalmente os kits Connect, Live On e Tech.

Divulgação
Comandos do câmbio GSR-Comfort são os mesmos do Dualogic Plus do Uno: por botões Imagem: Divulgação

Salto

Com a mudança, a Fiat espera vender 50 mil unidades do carrinho só este ano -- foram 28.731 unidades em 2016, segundo a Fenabrave, associação das concessionárias.

"O Mobi é de extrema importância para nós, pois foi o carro que nos fez voltar a liderar o segmento de veículos de entrada com motor 1.0", explica Ricardo Dilser, assessor técnico do Grupo FCA.

Nos testes de consumo do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV) do Inmetro, a nova versão alcançou o menor consumo de combustível em números de cidade entre todos os modelos equipados com motor 1.0 à venda no Brasil.

UOL Carros guia o Mobi GSR nesta quarta e publica suas impressões oportunamente.

Divulgação
Visualmente não há diferenças em relação ao Mobi 2017, que foi lançado em abril do ano passado Imagem: Divulgação

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo