Cultura do carro

Quantas miniaturas conseguem rebocar uma Hilux de 3,2 toneladas? Assista

Do UOL, em São Paulo (SP)

Toyota reproduz antigo comercial de fabricante de brinquedos para melhorar imagem da picape no Reino Unido

A Toyota Hilux é um veículo conhecido por sua robustez, dotado de tração nas quatro rodas e capacidade para puxar até três toneladas e meia de carga em um reboque. Para destacar esses atributos, a filial britânica da marca japonesa resolveu apelar à reprodução de um comercial de sucesso de outra marca.

Assim, ao invés de mostrar o utilitário tracionando na lama ou rebocando uma carga pesada -- há alguns anos, a Toyota americana colocou nas ruas uma Tundra rebocando o ônibus espacial Endeavour, de 145 toneladas --, a fabricante colocou 15 miniaturas operadas por controle remoto da própria Hilux, dotadas de tração 4x4, para rebocar um veículo de verdade.

Os carrinhos em questão foram fabricados pela Tamiya, que no passado produziu um comercial com exatamente a mesma cena -- uma Hilux de verdade sendo puxada pelas miniaturas. O objetivo da propaganda original, dos anos 80, era destacar a qualidade das réplicas em escala reduzida.

Na peça produzida pela Toyota britânica em 2017, o foco está, obviamente, na picape em si. O vídeo mostra a Hilux de verdade sendo retirada de um hangar. Assista para conferir.

Movidas a pilhas elétricas convencionais, as miniaturas trazem visual da primeira geração da picape, que hoje já está na oitava. E, enquanto uma Hilux real possui 3,2 toneladas e tem 40,8 kgfm de torque, cada "mini-Hilux" pesa um milionésimo disso (3,2 kg) e conta com torque de 2,36 kgfm.

Lembrando que a montadora está tentando limpar a reputação do utilitário no mercado europeu: uma unidade capotou ao ser colocada à prova num teste de alce, que avalia, entre outros itens, o funcionamento do controle de estabilidade.

Engenheiros da companhia admitiram que o ESP do modelo possui uma falha, e prometeu realizar a atualização do módulo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo