Segredos automotivos

Novo Ford EcoSport terá papelão reciclado no porta-malas

Vinicius Dimitri/UOL
Novo EcoSport, visto com frequência nos arredores da fábrica da Ford em Camaçari (Bahia), chega até final do semestre Imagem: Vinicius Dimitri/UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

24/02/2017 04h00

Modelo chega até o final do semestre com novos motores e novo interior

O novo Ford EcoSport, que apareceu pela primeira vez no Salão de Los Angeles (EUA), em novembro passado, será lançado no Brasil até o final do primeiro semestre. É dos Estados Unidos, portanto, que têm chegado mais notícias sobre a primeira repaginada da atual geração do SUV, lançada em 2012.

A mais recente tem a ver com o porta-malas: ele terá uma divisória próxima ao assoalho, feita de papelão reciclado, que, segundo a marca, foi inspirada em abelhas -- mais precisamente, em colmeias. O papel é reforçado com cola e água.

A divisória serve para proteger objetos frágeis, como uma caixa de ovos, por exemplo.

Trata-se de um sistema parecido com o que existe em modelos como Fiat Mobi e Volkswagen up!. No caso do Eco, a estrutura hexagonal do papelão, como um favo de mel, garante resistência e leveza. A montadora afirma que a prateleira pesa apenas 2,7 kg, mas é capaz de suportar até cerca de 320 kg (118 vezes mais que o próprio peso).

A altura da divisória ainda poderá ser ajustada em três níveis para levar bagagens de diferentes tamanhos em cada "andar" -- será possível até retirá-la, posicionando a prateleira atrás do banco traseiro.

Murilo Góes/UOL
"Cargo box" do Mobi é solução parecida com a que o EcoSport irá oferecer após a repaginação Imagem: Murilo Góes/UOL

O uso da estrutura em forma de colmeia não será uma "reinvenção da roda" da Ford. Essa tecnologia já é utilizada em aviões e equipamentos esportivos de alto desempenho para criar, como na travessa da Ford, estruturas leves e rígidas.

Além das novidades visuais, o novo EcoSport vai ganhar opção de motor 1.0 EcoBoost de três cilindros e 125 cv (o mesmo do Fiesta Titanium) e substituir os atuais motores Sigma de 1,5 e 1,6 litro pelo 1.5 Dragon, também de três cilindros, mas aspirado.

A transmissão automatizada de dupla embreagem Powershift, por sua vez, deve dar lugar a um câmbio automático convencional de seis marchas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Segredos automotivos

Topo