Testes e lançamentos

Volvo XC90 Diesel anda sozinho para dobrar vendas e bater Land Rover; veja

Eugênio Augusto Brito, André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

Não é mais mistério que o SUV de luxo Volvo XC90 é o modelo mais "inteligente" da categoria no Brasil e no mundo. Importado desde 2015 da Suécia, é um dos dois modelos semi-autônomos (tem itens de auxílio ao condutor que fazem o automóvel praticamente andar sozinho) do país -- o outro é o sedã de luxo Mercedes-Benz Classe E, já experimentado por nós

Na Califórnia (EUA), o XC90 vai além e se faz de autônomo em projeto (não autorizado) do Uber

Fica a questão, porém: tanta tecnologia funciona de fato no Brasil? UOL Carros testou por uma semana -- e com direito a transmissão ao vivo em nosso canal no YouTube e pelo Facebook de UOL Notícias -- e pode afirmar: funciona muito bem, a até pouco mais de 120 km/h, e com pouquíssimos deslizes. Claro, semi-autônomos dependem de condições no mínimos boas de asfalto e clima: engenheiros da marca afirmam esperar uso a contento em rodovias do Sudeste e em regiões nem muito quentes (sol a pino pode "cegar" momentaneamente alguns sensores e câmeras), nem frias demais.

Para quem se interessa em ter o máximo de novidades na mão, ou apenas para quem quer um SUV luxuoso e grande, com espaço e conforto para sete passageiros, o XC90 acaba sendo a pedida mais avançada do mercado no momento. A Volvo acaba de lançar a configuração D5 (turbodiesel com compressor "Power Pulse", para reduzir a demora da turbina) nas versões Momentum (bem luxuosa, mas com acabamento escuro, com excertos metalizados e sistema de som simples) a R$ 369.950; e a Inscription, como no carro do vídeo (acabamento com detalhes em madeira, som de 1.400 W e quase 20 alto-falantes) a R$ 419.950.

De fato, a questão não é ter potência, mas eficiência: o motor é da família Drive-e da Volvo, segue o padrão dos motores a gasolina, com quatro cilindros, 2 litros e capacidade e entrega de 238 cv e 49,5 kgfm. Parece pouco, mas dá conta das 2 toneladas do SUV na medida e ainda garante média de 10 km/l na cidade e 12 km/l na estrada --  isso pisando fundo, sem preocupação com a economia. Tanto é assim, que a Volvo confia em quase dobrar as vendas para 2017, saindo das atuais 400 unidades para 700 na temporada, de forma a brigar forte e até bater modelos da Land Rover -- em Brasília, a marca já vende mais que os ingleses e espera ampliar a vantagem.  

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo