Seu Automóvel

Latin NCAP dá recado à Nissan: só airbag não garante segurança

Do UOL, em São Paulo (SP)

15/12/2016 13h05

Entidade dá apenas duas estrelas para novo Murano, que tem 7 airbags

Seria apenas um teste para encerrar a Fase 7 do Latin NCAP (correspondente ao ano de 2016, que também teve Fiat Palio rebaixado), que nem importaria muito aos brasileiros, por envolver um carro que não é vendido por aqui. Mas ficou um recado importante do consórcio não-governamental de segurança aos consumidores e às marcas, em especial à Nissan: rótulo não é nada, sobrevivência dos ocupantes é tudo.

E quais são os "rótulos" em questão? Mesmo sendo fabricado nos Estados Unidos, mesmo tendo sete airbags e controles de estabilidade e de tração, mesmo tendo sensores de ponto cego e tráfego cruzado, mesmo tendo motorzão V6... a nova geração do Nissan Murano falhou. Para o Latin NCAP, o SUV médio-grande merece apenas duas estrelas na proteção a adultos (na proteção infantil, foi bem melhor: quatro estrelas).

Motivo para a reprovação? Durante o teste de colisão frontal, a 64 km/h, o assoalho sob pés do motorista cedeu e a coluna de direção se movimentou, o que provocaria lesões graves aos ocupantes. Nos demais testes (colisão lateral, impacto lateral contra poste e teste de estabilidade), tudo foi bem -- mostrando a importância dos equipamentos citados acima. Faltou "só" ter estrutura e qualidade de montagem adequadas.

Divulgação
Impacto lateral e teste de estabilidade mostram que equipamentos do Murano funcionam bem Imagem: Divulgação

Recado à Nissan: "melhore a construção"

"O modelo apresentou um baixo desempenho estrutural no teste de colisão frontal, impulsionando a baixa pontuação na proteção do motorista. O dano na área dos pés e na área do motorista, além do movimento da coluna de direção, explica as possíveis lesões no motorista, provocando a perda de pontos", aponta o relatório da entidade.

Ainda segundo o Latin NCAP: "É surpreendente como um modelo desenvolvido com a última tecnologia, com sete airbags, não possa obter cinco estrelas para a proteção do ocupante adulto. (...) O Latin NCAP solicita publicamente à Nissan que melhore esse modelo para ele ganhar cinco estrelas, resolvendo o problema do pobre rendimento estrutural que causou a perda de pontos".

Este é o segundo recado direto à Nissan, no que diz respeito a carros vendidos na América Latina. Em outubro, a marca já havia sido advertida por manter o Tsuru (o Sentra de 1984) à venda no México até maio de 2017, mesmo sendo um carro com zero estrela. O sedã foi classificado como "mortal" pela entidade.

Por ora, o Murano é vendido apenas nos EUA (por preços entre US$ 20 e US$ 36 mil -- até R$ 120 mil diretos) e no Chile. O Japão tem planos de receber o SUV em 2017. Curiosamente, outros modelos da Nissan são bem avaliados mundo afora: Versa, March e Tiida têm quatro estrelas no Latin NCAP; já os SUVs Qashqai e X-Trail (menor e maior que o Murano, respectivamente) são cinco estrelas no Euro NCAP. 

Nissan Tsuru, carro "mortal"

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Seu Automóvel

Topo