Salão de São Paulo

Audi usa celebridades e mostra força no Salão para vencer crise

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/11/2016 08h00

Música alta, carrões coloridos com muitos cavalos de potência e celebridades fazem do estande da Audi um dos mais visitados do Salão do Automóvel de São Paulo de 2016. Não é receita exclusiva -- Chevrolet também aposta na diversidade; Renault tem celebridades ao vivo; Mercedes, BMW e Porsche também vão de supercarros.... -- mas está concentrada no caso da líder do mercado de luxo.

Segundo a própria Audi, são 7.880 cavalos de potência somada no estande. Destaque para os chamativos R8 de nova geração (V10 aspirado de 610 cavalos), de mais de R$ 1 milhão, e ao RS7 (V8 biturbo de 605 cv), de mais de R$ 720 mil e que atraiu até o craque Neymar, do Barcelona e da seleção brasileira.

Aliás, usar celebridades é outra aposta da marca. Além de dizer quais famosos dirigem seus modelos, a Audi usa música do astro pop David Bowie (morto no começo deste ano) bombando nas caixas de som; no telão, vídeo com sósia do astronauta Buzz Audrin (que pisou na lua), em looping no telão... "Ao vivo", no pavilhão, já teve a atriz Ísis Valverde e o skatista Bob Burnquist no palco -- ele, aliás, anda de Q7 nos Estados Unidos (onde mora) e no Brasil (quando está fazendo projetos por aqui) e foi mestre de cerimônias da apresentação, que comandou logo após saltar sobre um S5.

Pra que isso?

Fazer este "auê" todo é forma de driblar a crise chamar atenção para 15 novidades que precisam ser vendidas, de qualquer modo em 2017. Segundo a marca, o próximo ano ainda sofrerá os reflexos da recessão deste ano, mantendo a meta de vendas inalterada.

Se as vendas globais da marca subiram 4,5%, com mais de 1,4 milhão de carros de janeiro a setembro, no Brasil as vendas caíram 23% no ano no geral. Ainda assim a marca crê que vá atingir cerca de 12 mil unidades, contra mais de 17 mil em 2015. Assim, toda ajuda é bem-vinda, sobretudo a de famosos.

Mesmo com a baixa, Jorg Hoffman, chefão da Audi do Brasil, afirmou que Salão de São Paulo está junto com Frankfurt, Paris, Detroit e Genebra como um dos salões automotivos mais importantes do mundo. E mantém o mercado local como peça fundamental da estratégia de crescimento da marca.

Desde 2013, investimento da Audi no Brasil foi de mais de R$ 730 milhões para construção de Centro de Treinamento Técnico, produção local de Audi A3 Sedan e Q3, expansão da rede de lojas e de Centro de Armazenamento de Peças e do Airport Service, um centro de revisão rápida em aeroportos, bem como ativação piloto (em teste) de compartilhamento de carros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo