Salão tem tecnologia para dirigir a vida (e o carro) do motorista; assista

Anelisa Lopes

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

14/11/2016 14h49

Já imaginou um carro que avisa o motorista que sua geladeira está vazia, define a rota de acordo com calendário e agenda do condutor e que é totalmente sensível ao toque? Ou um sedã que dispensa até os comandos na tela para funcionar, basta fazer gestos no ar, como em "Minority Report"?

Estas e outras tecnologias são destaques de alguns modelos no Salão do Automóvel 2016.

A promessa é que, em alguns anos, o carro vire um assistente pessoal do condutor e que tenha acesso a todos os compromissos ou necessidades dos passageiros. E aí, quem controla quem? Isso vai ajudar ou atrapalhar?

UOL Carros convidou um especialista em tecnologia, o jornalista Igor Napol, do canal TecMundo Auto, para explicar como tudo isso vai funcionar. Ou que já funciona, se considerarmos modelos como o BMW Série 7 (à venda desde maio no Brasil por mais de R$ 700 mil) ou o Tesla Model S, que surge neste Salão por importação extra-oficial também por cerca de R$ 700 mil.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo