Salão de São Paulo

Salão dos negócios: Citroën vende online, Toyota e Renault avaliam usados

Eugênio Augusto Brito/UOL
Citroën Start: C3 ou Aircross vendidos exclusivamente pela web Imagem: Eugênio Augusto Brito/UOL

Eugênio Augusto Brito e Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

10/11/2016 08h00Atualizada em 15/11/2016 16h42

No auge da crise, Salão do Automóvel "vira loja" com novos serviços

Com vendas despencando mês após mês em 2016, e perspectiva ruim de retomada em 2017 (algumas marcas falam em ralos 5% para doze meses, se muito), vale ter um Salão do Automóvel apenas com lançamentos e sonhos? Não vale: algumas marcas apostam numa via praticamente inédita e vão negociar carros no SP Expo, novos e -- atenção -- também usados. Serviço que vai, claro, se espalhar para as lojas após o evento. 

Falando de zero-quilômetro, temos a Citroën, que estreia em seu estande serviço de venda 100% online para uma versão de C3 e outra de Aircross. No caso dos usados, Renault apresenta projeto-piloto de avaliação e valorização do seminovo em lojas exclusivas; a Toyota lança aplicativo para definir o preço a ser pago pelo usado na hora e que funciona já aqui no Salão.

+ Vai ao Salão: veja 10 dicas sobre preços, o que ver e como não pegar fila

Nova maneira de fazer negócios 

"Sempre quando há crise o interesse por pós-venda e pelos seminovos cresce, dando espaço a novas formas de negócios", afirma Bruno Hohmann, diretor de marketing da Renault do Brasil.

Também focada nesta nova maneira está a Citröen do Brasil, que lança serviço de venda de carros novos totalmente online, o Citroën Start. "É uma nova maneira de fazer negócios: o consumidor pode comprar um carro da marca em três etapas convenientes, de forma totalmente segura", afirma o gerente geral da marca, Paulo Solti. 

O cliente escolhe o modelo, C3 Start ou Aircross Start, e a cor; depois, os pacotes de serviço: seguro e/ou revisão; por fim, a forma de pagamento: no ato ou com parcelamento. Quando o carro estiver pronto, basta retirar na concessionária escolhida. Neste serviço, o C3 Start sai por R$ 43.990, enquanto o Aircross custa R$ 53.690.

"A Citroën do Brasil é a "primeira subsidiária da marca francesa no mundo a ter aval da matriz para desenvolver e lançar o sistema de vendas online", diz Solti. O projeto foi desenvolvido em um ano, desde o primeiro esboço até a apresentação, na quarta-feira (9).

Os serviços podem ser obtidos de uma só vez, no ato da compra, em pacote único: "Pacote inclui seguro, financiamento e plano de manutenção, tudo pelo banco da marca, em mensais de R$ 399", descreve o executivo. Há ainda chat especializado e suporte das concessionárias durante e após a compra.

Concessionários vão se sentir prejudicados? "Os lojistas não estão excluídos do processo, eles foram nossos parceiros desde a concepção", diz Solti.

Vai dar certo? A Citroën aposta que sim, e projeta que o mínimo de 5% a 7% do total de vendas de C3 e Aircross saia desta modalidade. Isso significaria cerca de 1.000 unidades de cada modelo na temporada.

Eugênio Augusto Brito/UOL
Bruno Hohmann, do marketing da Renault: na crise, usados são valorizados Imagem: Eugênio Augusto Brito/UOL
Usados com valor

Renault e Toyota apresentam serviços de valorização e precificação de usados.

"Renault Selection" é um projeto-piloto da marca francesa para para a negociação de veículos usados. Inicialmente serão duas lojas, uma em São Paulo e outra no Paraná, para informar ao cliente quanto a rede vai pegar por seu usado de antemão.

"Garantia, transparência de preço e linha dedicada de financiamento para usados são os serviços diferenciados dessas novas lojas", afirma Bruno Hohmann, da Renault.

Na Toyota, o serviço é feito por aplicativo exclusivo, que tem o mesmo nome do programa: "Toyota Mais".

O programa serve para que concessionários apontem aos clientes que negociam a troca de um usado por um zero-quilômetro quais avarias desvalorizam seu carro, o quanto elas "tiram" de seu valor de revenda e o quanto custa para repará-las.

Por meio do app, o consumidor poderá definir se quer vender o veículo à loja assim mesmo ou se prefere consertá-lo para valorizá-lo numa venda particular.

No estande da marca, uma unidade cheia de arranhados e riscos da penúltima geração do Corolla está exposta para mostrar os erros, e quem estiver no Expo SP poderá submeter seu próprio carro à avaliação.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Salão de São Paulo

Topo