Carros

"Novo March vem quando mercado reagir", diz chefão da Nissan

Leonardo Felix

Do UOL, em Paris (França)

29/09/2016 15h00

A quinta geração do Nissan March representa um enorme salto de qualidade. Plataforma, visual, porte, tecnologias... Em nada o hatch apresentado no Salão de Paris 2016 -- sob o nome Micra -- lembra o modelo atualmente vendido no Brasil.

 

Quinta geração do #NissanMicra, o nosso March, faz lançamento mundial no #SalãodeParis. Veja o que muda. #uolcarrosnosalaodeparis #mondialdelautomobile #carros #coches #cars

Um vídeo publicado por UOL Carros (@uolcarros)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

em


Não há motivos para não querer que a nova geração chegue logo ao país, mas a dura realidade do mercado faz com que o lançamento seja uma realidade ainda distante. Quem afirma isso é ninguém menos que o chefão do grupo Renault-Nissan, o brasileiro Carlos Ghosn.

Em resposta a UOL Carros durante coletiva de imprensa em Paris, ele admitiu que o projeto para fazer o March 5 em Resende (RJ) está prontinho na gaveta, mas falta uma sinalização de melhora nas vendas para compensar os investimentos.

"Existe chance de fazermos esse carro no Brasil? Com certeza, mas só quando o mercado permitir. Nenhuma fabricante vai querer investir muito em um momento de retração tão grande", disse o executivo.

Benoit Tessier/Reuters
Ghosn: "Nenhuma fabricante quer investir em um momento de retração tão grande" Imagem: Benoit Tessier/Reuters

"Quando isso [reação] vai acontecer? Não tenho como dizer", prosseguiu.

UOL Carros interpreta a resposta com a cautela passada por Ghosn: uma leitura correta é a de que o novo March não deva chegar ao país antes de 2018, talvez até 2019 -- na Europa o lançamento ocorre até o primeiro trimestre do ano que vem.

Vale lembrar que outras marcas com lançamentos no evento já descartaram atualizações de linha, como a PSA (Peugeot-Citröen), que não trará o novo C3 e ainda adia o já "antiguinho" 308, dando sobrevida à velha geração por meio de facelifts e atualizações de equipamento...

Como ele é 

Construído sobre a plataforma CMF-B -- derivação um pouco mais esticada e refinada da base do Renault Kwid --, o Micra europeu traz tecnologias hoje só vistas no Brasil em modelos médios ou maiores.

O desenho é baseado no conceito Sway, revelado no Salão de Genebra de 2015, como UOL Carros cravou à época.

Este padrão visual se assemelha ao do Kicks, mas com frente mais bicuda, grade menor, faróis mais afilados e capô mais invasivo. Na traseira, forte recorte para janela e maçanetas de portas embutidas.

Vincos alinhados à borda cromada da grade percorrem capô, para-lamas e laterais de maneira ondulada, dando dinamismo à linha de cintura. Coluna C é invadida pela porta traseira.

O hatch terá assistências como frenagem emergencial, de manutenção de faixa e alerta anticolisão, tudo necessário para ter cinco estrelas no Euro NCAP. Há ainda de central multimídia projeta aplicativos de celular via CarPlay ou Android Auto. Sistema de som da Bose tem oito alto-falantes.

Maior e mais largo, o dois-volumes ainda oferece faróis com guias em LED e projetor, rodas de liga leve aro 17 e motor 1.0 de três cilindros com turbo. Um de seus únicos pecados é manter freios a tambor no eixo traseiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo