Carros

Monstro japonês Nissan GT-R enfim desembarca por R$ 900 mil

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/09/2016 13h05

É oficial: a Nissan apresenta o superesportivo GT-R ao público brasileiro nesta terça-feira (27). Claro, por R$ 900 mil no pacote Premium com interior preto -- ou R$ 920 mil para ter interior colorido --, o cupê de 572 cavalos ficará restrito a poucas garagens.

Sua própria revelação, porém, mostra o caráter único e de "virada na chave da marca", que aposta tudo no crescimento: o GT-R foi mostrado à imprensa na concessionária da rede Carrara nos Jardins, região de alto luxo da Zona Oeste de São Paulo.

Essa loja era, até há alguns meses, bandeira da Chevrolet. Agora, será a única da Nissan no Brasil a centralizar todos os pedidos pelo "Godzilla" -- carinhoso apelido dado ao esportivo, em menção ao famoso monstro inventado pelos japoneses.

"2016 é um ano intenso para a Nissan do Brasil", confirmou o presidente da Nissan para o país, François Dossa. "Lançamos March e Versa com câmbio CVT, novo Sentra e o crossover Kicks, que tem conquistado o Brasil e já é um dos modelos mais vendidos do seu segmento".

Aproveitando a vitrine dos Jogos Olímpicos para ter visibilidade e ter carros diferentes na linha, a Nissan agora quer reforçar a bandeira de confiabilidade e vanguarda, algo necessário para tornar-se grande. Essa é também a missão do GT-R, que a marca chama de "ícone".

Meta de vendas? Dez unidades por ano (menos de uma por mês, portanto). Uma já teria sido negociada, segundo executivos da marca. 

Jewel Samad/AFP
Reestilizado no Salão de NY deste ano, "Godzilla" chega em versão de 572 cv Imagem: Jewel Samad/AFP
Godzilla

Finalmente vendido de forma oficial no país, o GT-R chega já como linha 2017, representando a reestilização da terceira geração. Na prática, é um modelo de nicho, mas que já vendeu 30 mil unidades no mundo. Na atualização que será vendida no país, traz reforços aerodinâmicos e itens de (relativo) conforto.

Ah, também tem o motor mais forte da gama e alterações para andar mais que o antecessor. Na configuração tradicional -- a Nissan não anunciou a especificação Nismo por ora --, o V6 biturbo de 3,8 litros e 24 válvulas gera 572 cavalos (a 6.800 giros), com torque de insanos 64,5 kgfm.

Entendeu agora por que Godzilla?

Diferentes modos de condução, configuráveis pelo condutor em três diferentes chaves (transmissão e torque; suspensão; e controles de estabilidade e tração), cada uma com três níveis (conforto, normal e R), permitem que o carro fique dócil o bastante para rodar pela cidade de modo... menos arisco.

De novo, alertamos: só vale usar gasolina premium no supercarro (que apenas duas bandeiras de postos vendem). Do contrário, prepare-se para perder os 20 cv extras do modelo 2017 e, claro, reduzir a vida útil do motor.

Por preço e relevância, vai competir com Mercedes-Benz AMG GT, Audi R8 (que ainda não tem a nova geração no Brasil) e, claro, Porsche 911. Todos partem de pouco mais de R$ 500 mil e batem, em suas versões mais caras, na casa mítica (e pesada) do R$ 1 milhão.

Para saber um pouco como o novo GT-R se comporta, veja a videorreportagem gravada por UOL Carros em junho, na Bélgica.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo