Carros

Não é só Uno: FCA prepara novos motores para Renegade e Toro

Murilo Góes/UOL
Fiat Toro flex passará a ser oferecida em duas opções de motor: 1.8 e 2.4 Imagem: Murilo Góes/UOL

Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

02/09/2016 08h00

No fim de agosto a FCA já havia confirmado que vai promover mudanças na linha 2017 do Uno: segundo facelift de meia-vida para a atual geração e estreia da família de motores GSE, munida de um motor 1.0 3-cilindros e um 1.3 4-cilindros, ambos aspirados e com duas válvulas por cilindro.

O hatch altinho não será o único a receber modificações, entretanto. Além dele e do inédito sucessor do Compass, programado também para o final deste mês, o grupo prepara até o fim do ano outras duas importantes novidades em motorização.

Renegade mais forte e econômico

A primeira, entre final de outubro e começo de novembro, é a linha 2017 do Jeep Renegade com motor 1.8 flex recalibrado para entregar mais potência e torque.

Atualmente o SUV rende 132 cv e 19,1 kgfm (etanol) nas configurações bicombustível. A promessa é chegar aos 139 cv e 19,3 kgfm alcançados pela prima-irmã Toro. Mas não será só isso: fontes consultadas por UOL Carros garantem que o propulsor receberá ainda mais atualizações.

Nossa aposta é que uma delas será a tão desejada estreia da tecnologia que dispensa o tanquinho de partida a frio. Outras novidades nos sistemas de admissão e escape devem deixar o suvinho mais econômico e, consequentemente, dentro das metas cobradas pelo Inovar-Auto. 

Toro 2.4 Tigershark AT9

Também em novembro, com apresentação no Salão de São Paulo, será lançada a Toro 2.4 Tigershark, configuração que será posicionada entre a 1.8 flexível e a 2.0 turbodiesel. A informação já havia sido divulgada pelo site Autos Segredos.

Objetivo é preencher o espaço de preço entre as configurações já existentes. Portanto, se uma Toro 1.8 flex Freedom sai por R$ 81.700 -- e uma 2.0 diesel Freedom por R$ 97.270 --, seria natural esperar que a Toro 2.4 tenha etiqueta inicial próxima a R$ 90 mil.

Importado e preparado para beber tanto gasolina quanto etanol, o motor de 2,4 litros aspirado deve chegar a 190 cv e 25 kgfm quando abastecido com o combustível vegetal. São dados sensivelmente superiores aos da Toro E-Torq, o que tende a tornar a configuração Tigershark muito mais esperta em desempenho.

Transmissão será sempre automática de nove marchas, tal qual na Toro 4x4 diesel, a fim de aprimorar consumo. Tração, porém, deverá ser apenas dianteira. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo